- Publicidade -
Política

Parlamentar paraibano quer proibir chamadas telefônicas com números ocultos 

Foi protocolado na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei 8084/2017, que fala do assunto

Foi protocolado na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei 8084/2017, de autoria do deputado Luiz Couto, que altera a Lei Geral de Telecomunicações. O texto proíbe a realização de chamadas telefônicas com números ocultos.

- Continua depois da publicidade -

Na justificativa do projeto, o parlamentar paraibano explicou que a realização de chamadas telefônicas sem a identificação do usuário chamador traz mais incômodos que benefícios para a coletividade dos assinantes da telefonia. “A possiblidade de se ocultar o número, pensada originalmente como forma de resguardar a privacidade de pessoas de bem, tornou-se ferramenta para a prática de golpes por bandidos e para a importunação constante de assinantes por meio de call centers. Assim, somente os usuários que possuem certo domínio tecnológico e que conhecem os cada vez mais extensos menus de configurações dos aparelhos é que podem bloquear esse tipo de chamada”.

O texto elaborado por Luiz Couto inclui como regra basilar a proibição da utilização desse tipo de ardil no sistema de telefonia, mantendo a possibilidade, no entanto, do usuário não ter seu nome divulgado nas listas telefônicas. “Como forma de forçar uma atuação mais incisiva por parte da Anatel, a proposta obriga a agência a alterar seu arcabouço regulatório para evitar que sejam homologados aparelhos que permitam esse tipo de configuração”, acrescenta o parlamentar paraibano.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected] | WhatsApp: (83) 98176 - 1651

Redação Paraíba Já

Fundado em maio de 2010, o Paraíba Já é um portal de notícias sediado em João Pessoa (PB), que tem compromisso com a verdade, fazendo um jornalismo de qualidade e relevância social.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar