Paraibano Hulk é denunciado por falta durante partida contra o Coritiba

Time de Hulk pode ser campeão brasileiro nesta terça sem pisar em campo
Paraibano Hulk é um dos destaques do Galo

O atacante Hulk foi denunciado e será julgado na próxima quarta-feira (18), às 10h (de Brasília), pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), no Rio de Janeiro, por uma falta cometida no empate por 2 a 2 entre Atlético-MG e Coritiba, no dia 23 de abril O jogador foi enquadrado no artigo 254-A, do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que diz: “Praticar agressão física durante a partida”.

Se condenado, Hulk pode pegar de quatro a 12 jogos de suspensão. Em trecho da pena, o artigo define as seguintes situações como exemplos de infração: “desferir chutes ou pontapés, desvinculados da disputa de jogo, de forma contundente ou assumindo o risco de causar dano ou lesão ao atingido”.

O lance ocorreu entre o atacante alvinegro e volante Willian Farias, aos 22 minutos do segundo tempo. Hulk perdeu a bola no meio-campo e, na sequência, parou Willian Farias com falta, que foi interpretada como um pontapé pelo STJD ao oferecer a denuncia. Na súmula, o árbitro Sávio Pereira Sampaio, que aplicou o cartão amarelo no jogador descreveu o lance como “entrada contra um adversário de maneira temerária na disputa da bola”.

A falta de Hulk em Wiilian gerou uma troca de farpas entre o jogador do Atlético-MG e Gabigol, do Flamengo. Nas redes sociais, o atleta rubro-negro ironizou o fato de Hulk não ter sido expulso e de o caso não ter recebido tanta repercussão. Na visão de Gabigol, as reações teriam sido diferente se fosse ele o autor da infração.

Hulk já será desfalque para o Galo diante do Bragantino, amanhã, às 20h30 (de Brasília), pela sétima rodada do Brasileirão. Suspenso, o jogador será ausência e Eduardo Sasha caminha para ser o seu substituto.