Publicidade
Cotidiano

Paraíba registra quatro casos de feminicídio em apenas 96h

Primeiro crime ocorreu no dia 16 de abril, em Campina Grande

No início de março, a Secretaria de Segurança da Paraíba tinha divulgado um bom número para as mulheres paraibanas. O número de feminicídios caiu 75% no primeiro bimestre de 2019 com relação a 2018. Porém, o desafio de combater este crime hediondo está longe de acabar. A Paraíba registrou, apenas nas últimas 96 horas, quatro crimes de feminicídio.

- Continua depois da publicidade -

O primeiro aconteceu no dia 16 de abril, quando a secretária de Educação do município de Boa Vista, Dayse Alves, foi morta a tiros pelo seu marido em um motel de Campina Grande. O homem se suicidou na sequência.

+ Secretária de Educação é morta a tiros em motel de Campina Grande

Um crime semelhante ocorreu dois dias depois, em 18 de abril. Um empresário, inconformado com o fim da relação conjugal com a sua ex-esposa, adentrou no lugar onde ela trabalhava a matou a tiros e posteriormente se suicidou. O crime aconteceu no bairro da Torre, em João Pessoa.

+ Empresário mata ex-companheira por não aceitar separação e se suicida em JP

Na madrugada de ontem, sexta-feira da Semana Santa, um homem matou a sua companheira com golpes de faca no bairro de Mangabeira. O casal tinha um histórico conturbado, com o suspeito já tendo a agredido anteriormente em diversas ocasiões.

+ Mulher é morta com golpes de faca e marido é principal suspeito

O último feminicídio até então o aconteceu na noite dessa sexta-feira (19), quando, após uma discussão entre um casal de namorados em um bar localizado no assentamento Floresta, em Aparecida, Sertão paraibano, o homem deu fim à vida da companheira com um tiro na cabeça.

Após discussão com namorado, mulher é morta com tiro na cabeça

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected] | WhatsApp: (83) 98176 - 1651

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar