Paraíba lidera crescimento do setor de serviços na Região Nordeste

    0

    A receita nominal do setor de serviços da Paraíba acumula alta de 9,4% entre janeiro e novembro do ano passado. Com o resultado, o Estado manteve a liderança na Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) por onze meses consecutivos na Região Nordeste. Em novembro, o setor cresceu 6,5% no Estado, comparação com novembro do ano de 2013, enquanto o país cresceu 3,7%. A pesquisa foi divulgada nesta quinta-feira (22) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

    O índice do crescimento de serviços da Paraíba também se destaca no cenário nacional no acumulado dos onze meses ao registrar a terceira maior taxa do país, ao lado de Goiás (9,4%), ficando atrás apenas do Distrito Federal (17,2%), que lidera nacionalmente o setor. O país cresceu 6,2% de janeiro a novembro do ano passado sobre igual período do ano anterior.

    Na região Nordeste, com o crescimento de 6,5% no setor de serviços em novembro, a Paraíba manteve a liderança no acumulado do ano até novembro. Desde janeiro, o índice permanece à frente dos demais Estados da Região. Após a Paraíba (9,4%), seguem os Estados do Ceará (7,6%), Rio Grande do Norte (5,3%) e Alagoas (5,4%) no ranking do ano (Veja a tabela completa abaixo).

    Segundo o IBGE, no acumulado dos onze meses, a alta foi puxada pelos serviços prestados às famílias, principalmente dos meios de hospedagem e segmentos alimentação fora do lar que registraram avanço de 9,7% e dos serviços profissionais, administrativos e complementares como serviços de segurança, vigilância e de imobiliárias (8,9%).

    Na Paraíba, o setor de serviços também lidera o saldo de geração de empregos entre as atividades econômicas. De acordo com os dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), órgão do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), o setor de serviços acumula saldo de mais de 9.828 postos de janeiro a novembro no Estado, expansão de 17% de empregos sobre o mesmo período do ano passado.

    A Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), primeiro indicador conjuntural mensal que investiga o setor de serviços no país, abrange as atividades do segmento empresarial não financeiro, exceto os setores da saúde, educação, administração pública e aluguel imputado (valor que os proprietários teriam direito de receber se alugassem os imóveis onde moram).

    Comente

    Antares

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here