28 C
Joao Pessoa
quarta-feira, 02 dezembro 2020
Início Site Página 2

“Faço política criando caminhos”, diz João sobre participação nas eleições na PB

Em entrevista ao programa F5, da 89 Rádio Pop, nesta terça-feira (1), o governador da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania), avaliou a sua participação representado o Cidadania nas eleições municipais este ano no estado e explicou como foi traçada as estratégias para os apoios políticos e candidaturas da legenda.

João explicou que a sua forma de fazer política é estabelecendo relações que criem caminhos. De acordo com o governador, as estratégias políticas para as alianças no pleito foram traçadas dentro desse contexto de união e possibilidades de vitória.

“Em 2020, quando iniciou o ano político, tivemos a plena convicção que poderíamos aplicar cada vez mais essa forma de ter essas relações institucionais com os poderes, e também desenvolver um projeto político que fosse ao encontro daquilo que eu assumi enquanto novo filiado do partido Cidadania, junto com o presidente Roberto Freire. Então, naquele momento, após nos filiamos ao partido, começamos a fazer um trabalho político nessas direção, fazer a leitura do estado. Então, dentro desse panorama é que nós montamos a estratégia de como iríamos atuar nas eleições de 2020”, explicou João.

O foco na política precisou ser mudado devido ao início da pandemia da Covid-19 no estado e, de acordo com João, o direcionamento das estratégias do governo passou a ser o cuidado com as pessoa. Porém, a partir de julho a pauta política também foi introduzida novamente em sua agenda.

“Nós reintroduzidos em nossa pauta o fazer política e se faz política com bom senso. Eu acho que você tem que entender ainda tem os maiores e menores espaços, e aonde você não tem espaço algum. Seria uma irresponsabilidade de qualquer militante político que achar que tem que estar em todos os lugares, definindo uma posição de cabeça de chapa, pelo simples fato de estar no Governo do Estado. Não é assim que funciona. Esse trabalho foi o que nós fizemos, Município a Município, estabelecendo aonde seria possível uma disputa real com um candidato do cidadania e outros municípios”, declarou.

Esses estudos realizados pelo Cidadania, levaram a legenda a apoiar o prefeito eleito, Cícero Lucena (PP), em João Pessoa. De acordo com João, o Cidadania viu o potencial de Cícero, mesmo quando ele aparecia em quarto lugar nas pesquisas de intenções de voto.

“Em João Pessoa fizemos a opção de apoiar o candidato Cícero Lucena. Entendíamos, lá atrás quando Cícero aparecia em quarto, porque é muito bom fazer adesão com quem está em primeiro lugar, que primeiro ele tem potencial, segundo que ele é o candidato que mais agregava, na nossa compreensão, a nossa forma de fazer política e essa forma agora é fácil avaliar que deu certo”, salientou.

O governador fez um balanço sobre o quadro de eleitos do Cidadania e concluiu que a estratégia traçada para as eleições trouxeram um saldo positivo para a legenda.

“O Cidadania fez 42 prefeitos no estado. Compusemos chapas onde elegemos mais 40 vice- prefeitos, fizemos o maior número de vereadores no estado, 322 vereadores, tivemos a maior votação enquanto partido no estado”, finalizou.

Assista abaixo a entrevista completa do governador a partir do minuto 1:09:00:

TJPB anuncia 80 vagas de estágio remunerado para alunos de pós-graduação

0

O presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba, desembargador Márcio Murilo da Cunha Ramos, assinou o Ato nº 57/2020, que fixou 80 vagas de estágio do Programa de Estágio Remunerado em Pós-graduação do Poder Judiciário do Estado da Paraíba. O documento foi disponibilizado no Diário da Justiça eletrônico (DJe) dessa segunda-feira (30). Do total das vagas disponibilizadas, 70 são destinadas a estudantes de pós-graduação em Direito e 10 para pós-graduação em Ciências Contábeis. O estágio terá por sede física a Comarca de João Pessoa.

O Programa de Estágio Remunerado em pós-graduação será desenvolvido em projeto a ser executado no 1º e 2º graus de jurisdição do Poder Judiciário estadual, de acordo com as necessidades e a disponibilidade orçamentária.

Conforme os termos do Ato, é direito do estagiário optar por desenvolver as atividades do estágio por acesso remoto, ficando, nesse caso, responsável por providenciar as estruturas físicas e tecnológicas necessárias. Acesso remoto é aquele realizado fora do ambiente físico do Poder Judiciário.

Para fins de cadastramento no sistema de recursos humanos, os estudantes selecionados para o estágio de pós-graduação serão assim alocados: em Direito, preferencialmente, no Gabinete Virtual; e em Ciências Contábeis, preferencialmente, nas diretorias dos fóruns das sedes de circunscrições, na Gerência de Precatórios, na Gerência de Finanças e Contabilidade e/ou na Corregedoria-Geral de Justiça.

Confira, aqui, a íntegra do ato, que entrou em vigor nessa segunda(30).

Paraíba participa da 15ª edição do Festival de Turismo em Foz do Iguaçu

0

A Empresa Paraibana de Turismo (PBTur) vai participar nesta quarta (2), quinta (3) e sexta-feira (4), em Foz do Iguaçu, da 15ª edição do Festival de Turismo das Cataratas – FIT Cataratas. O evento, que tem como público alvo agentes de viagens, operadores, destinos turísticos e trade turístico, vai promover Rodadas de Negócios, os salões de Turismo Cultural e Espiritualidade, o MICE Cataratas, Hackatour Cataratas (Maratona de programação de software), Salão do Vinho Argentino, Fórum Internacional de Turismo do Iguassu e Arena Gastronômica. Estão previstas e agendadas capacitações, visitas técnicas e eventos sociais.

Segundo a presidente da PBTur, Ruth Avelino, a Paraíba vai participar em dois espaços: um dentro da área do Ministério do Turismo (MTur), onde serão promovidos os produtos turísticos do estado e, também, em um balcão exclusivo dentro da ilha da Operadora FRT, maior operadora de turismo da região Brasil-Paraguai-Argentina.

Ruth Avelino explica que, além da promoção dos produtos turísticos do destino, a Paraíba vai realizar duas capacitações exclusivas: uma dentro da ilha da FRT, e exclusiva para os agentes da caravana da operadora; e outra no palco do Ministério do Turismo, voltada para os agentes de viagens e visitantes da feira.  Estarão responsáveis pela participação da Paraíba a coordenadora de Marketing e a subcoordenadora de Eventos da PBTur, Solange Alves. “Lembrando que iremos divulgar o Destino Paraíba como um todo, ou seja, não apenas o Sol e Mar. Iremos divulgar também os roteiros do Brejo, do Cariri e do Sertão. A Paraíba oferece muita diversidade e opção para todos os turistas”, enfatizou Ruth Avelino.

Programação completa do 15º Fest Aruanda é divulgada nesta terça-feira

0

Foi divulgada nesta terça-feira (1º) a programação do 15º Fest Aruanda do Audiovisual Brasileiro, que acontece de 10 a 17 de dezembro em João Pessoa. De acordo com a organização, por causa da pandemia de Covid-19, apenas as sessões de abertura e encerramento do festival vão ser presenciais e todos os filmes das mostras vão ser exibidos em uma plataforma especial disponível no site do festival.

Este ano o Fest Aruanda comemora 15 anos e a edição também é comemorativa dos 60 anos do filme que dá nome ao festival, “Aruanda”, de Linduarte Noronha, que foi lançado em 1960.

Conforme a organização do festival, as sessões presenciais de abertura e encerramento vão ser feitas no Cinépolis do Manaíra Shopping, em João Pessoa, com protocolos sanitários para evitar a contaminação pelo novo coronavírus. A sala vai ter metade da lotação, com cadeiras separadas, e todas as pessoas devem usar máscara.

No total, foram selecionados 42 filmes, entre curtas e longas-metragens que estarão nas mostras Competitiva Nacional e Sob o Céu Nordestino.

As sessões dos dias 11 a 16 de dezembro vão ser online, por meio de uma plataforma desenvolvida por uma empresa de Curitiba. A curadoria do festival é assinada pelo jornalista Amilton Pinheiro, paraibano radicado em São Paulo.

Nos seis dias do festival, as manhãs são dedicadas a debates com os realizadores dos curtas exibidos na noite anterior e com representantes dos filmes. O debate é mediado por Amilton Pinheiro. Os longas também vão ter debates com representantes de cada filme, mediados pelo jornalista e crítico de cinema Marcus Mello.

A critica de cinema e moderadora de debates do Fest Aruanda, Maria do Rosário Caetano vai estar em quatro mesas discutindo diversos assuntos: “Cinema Negro e o racismo no Brasil”; “A permanência de Aruanda – 60 anos depois”, “Fronteiras e bifurcações do cinema não ficção na contemporaneidade: Entre narrativas e novas linguagens” e uma última mesa com as homenageadas Helena Solberg e Vania Perazzo.

Veja a lista de filmes selecionados para o 15º Fest Aruanda

Abertura do Fest Aruanda, no Cinépolis Manaíra:

10/12 – 19h

  • Curta-metragem “Aruanda”, de Linduarte Noronha (Doc., 1960, PB, 22 min)
  • Longa-metragem “Os Quatro Paralamas”, de Roberto Berliner (Doc., 2020, RJ, 138 min)

Encerramento do Fest Aruanda, no Cinépolis Manaíra:

16/12

  • Curta-metragem “Zuza Homem de Mello”, de Jorge Bodanzky (Doc., 2015, SP, 16 min)
  • Longa “Me Chama Que Vou”, de Joana Mariani (Doc., 2020, SP, 71 min.)

Longas da Mostra Competitiva Nacional (online)

  • “Chico Rei Entre Nós”, de Joyce Prado (Doc., 2020, SP, 95 min)
  • “Codinome Clemente”, de Isa Albuquerque (Doc, 2019, RJ, 99 min)
  • “Glauber, Claro”, de César Augusto Meneghetti (Doc., 2020, SP, 80 min)
  • “Libelu – Abaixo a Ditadura”, de Diógenes Muniz (Doc., 2020, SP, 95 min)
  • “Nheengatu – A Língua da Amazônia”, de José Barahona (Doc., 2020, Brasil/Portugal, 114 min)
  • “Tentehar – Arquitetura do Sensível”, de Paloma Rocha e Luís Abramo (Doc., 2020, DF, 89 min)
  • “Todas as Melodias”, de Marco Abujamra (Doc., 2020, RJ, 80 min)

Curtas-metragens da Mostra Competitiva Nacional (online)

  • “Á Beira do Planeta Mainha Soprou a Gente”, de Bruna Barros e Bruna Castro (Doc., 2020, BA, 14 min)
  • “A Pontualidade dos Tubarões”, de Raysa Prado (Fic., 2020, 16 min)
  • “A Profundidade da Areia”, de Hugo Reis (Fic., 2019, ES, 16 min)
  • “Construção”, de Leonardo da Rosa (Doc., 2020, RS, 16 min)
  • “Filme_Urgência_Corte 1”, de Paulo Silver (Doc.,2020, AL, 13 min)
  • “La Travessía”, de Otávio Almeida (Doc., 2019, PI, 14 min)
  • “Mãtãnãg – A Encantada”, de Shawara Maxakali e Charles Bicalho (Animação, 2019, MG, 14 min)
  • “Piu Piu”, de Alexandre Figuerôa (Doc., 2019, PE, 16 min)
  • “Pranto”, de Jaime Guimarães (Fic., 2019, PB, 13 min)
  • “Rasga Mortalha”, de Thiago Martins de Melo (Animação, 2019, MA, 14 min)
  • “Recôncavo”, de Pedro Henrique Chaves (Fic., 2019, DF, 10 min)
  • “Reinado Imaginário”, de Hipólito Lucena (Fic., 2020, PB, 9 min)
  • “Remoinho”, de Tiago A. Neves (Ficção, 2020, PB, 13 min)
  • “Sobre Nossas Cabeças”, de Susan Kalik e Thiago Gomes (Fic., 2020, BA, 15 min)
  • “Vai Melhorar”, de Pedro Fuiza (Fic. 2020, RN, 15 min)

Longas da Mostra Competitiva Sob O Céu Nordestino (online)

  • “A Jangada de Welles”, de Firmino Holanda, Petrus Cariry (Doc., 2019, CE, 75 min)
  • “Aponta Pra Fé – Ou Todas as Músicas da Minha Vida”, de Kalyne Almeida (Fic., 2020, PB, 71 min)
  • “As Órbitas da Água”, de Frederico Machado (Ficção, 2020, MA, 71 min)
  • “Chico Rei Entre Nós”, de Joyce Prado (Doc., 2020, SP, 95 min)
  • “King Kong en Asunción”, de Camilo Cavalcante (Fic., 2020, PE, 90 min)
  • “Swingueira”, de Bruno Xavier, Roger Pires, Yargo Gurjão e Felipe de Paula (Doc., 2020, CE, 85 min)
  • “Todas as Melodias”, de Marco Abujamra, Mariana Marinho e Viviane D`Ávilla (Doc., 2020, RJ, 80 min)

Curtas da Mostra Competitiva Sob o Céu Nordestino (online)

  • “A Pontualidade dos Tubarões”, de Raysa Prado. (Fic., 2020, PB, 15 min)
  • “Cura-Me”, de Eduardo Varandas Araruna. (Fic., 2019, PB, 15 min)
  • “E agora, Você”, de Edson Lemos Akatoy. (Fic., 2020, PB, 14 min)
  • “Makinaria”, de Igor Tadeu. (Animação, 2019, PB, 9 min)
  • “Maracastelo Chegou”, de Angela Gaeta. (Doc., 2020, PB, 12 min)
  • “Marília e Arthur”, de Astrée Cleyet-Merle. (Fic., 2020, Cabedelo/PB, 13 min)
  • “Não Moro Mais em Mim”, de Vitor Celso e Bruna Guido. (Fic., 2020, Campina Grande/PB, 15 min)
  • “Pranto”, de Jaime Guimarães. (Fic., 2019, Campina Grande/PB, 12 min)
  • “Reinado Imaginário”, de Hipólito Lucena (Fic., 2020, Campina Grande/PB, 8min)
  • “Remoinho”, de Tiago A. Neves. (Fic., 2020, Ingá/PB, 12 min)

Mulher suspeita de manter filho trancado em casa por quase 30 anos é presa

0

Uma mulher suspeita de manter seu filho trancado por 28 anos em um apartamento na região metropolitana de Estocolmo foi presa nesta terça-feira (1º), informaram as autoridades da Suécia.

A prisão acontece um dia depois que os investigadores encontraram um homem, de 41 anos, em cárcere privado, bastante debilitado, com ferimentos, desnutrido e quase sem dentes.

“A mãe é suspeita de privação ilegal da liberdade e de provocar lesões físicas”, disse uma porta-voz da polícia sueca à agência de notícias France Presse.

A mulher, de 70 anos, manteve o filho preso no apartamento desde quando ele tinha 12 anos de idade, segundo reportagem do jornal “Expressen”.

Operação policial em apartamento na região metropolitana de Estocolmo depois que homem preso por quase 30 anos por sua mãe foi encontrado, em foto de 1º de dezembro de 2020 — Foto: Claudio Brasciani /TT News Agency/AFP

Operação policial em apartamento na região metropolitana de Estocolmo depois que homem preso por quase 30 anos por sua mãe foi encontrado, em foto de 1º de dezembro de 2020 — Foto: Claudio Brasciani /TT News Agency/AFP

Uma fonte próxima à família disse à publicação que ele teria deixado de frequentar a escola quando ia para a sétima série, antes do início do ano letivo.

Ainda segundo a reportagem, essa conhecida tentou alertar alguns dos familiares que não levaram a denúncia de maus tratos a sério.

Ela afirmou que a mulher mentiu para o filho, ao dizer que eles eram perseguidos e que esta seria a única maneira de mantê-los protegidos.

O Ministério Público disse em um comunicado que a investigação começou a partir de uma denúncia familiar, que teria encontrado o homem em péssimas condições. Ele foi hospitalizado.

Do G1. 

João anuncia assinatura de empréstimo de quase US$ 127 mi para investimentos na PB

0

O governador da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania) anunciou, nesta terça-feira (1º), que irá assinar amanhã, quarta-feira (2), junto com o Banco Mundial, um empréstimo de quase US$ 127 milhões para investimentos em infraestrutura hídrica no Estado. A informação foi dada em primeira mão durante entrevista ao programa ‘F5’, da 89 Rádio POP.

De acordo com o governador, a assinatura será realiza às 14h. O chefe do Executivo estadual ainda ressaltou a conquista, tendo em vista a crise econômica causada pela pandemia da Covid-19. Para ele, o Governo do Estado fez sua lição de casa.

“Para que isso fosse possível, foi necessário que o Estado fizesse o dever de casa para ter esse tipo de aval. Vamos começar o ano com mais de R$ 1 bilhão para investimentos no Estado. Essas medidas e as consequências delas serão extraordinárias para a economia, com geração de emprego e renda”, destacou o governador.

Covid-19: senador José Maranhão apresenta melhora em novos exames

0

O senador paraibano José Maranhão (MDB) permanece internado no Hospital da Unimed, em João Pessoa. Ele foi diagnosticado com Covid-19 no domingo (29) e está na unidade de saúde desde então, por precaução, devido sua idade.

De acordo com o novo boletim, divulgado nesta terça-feira (1º), o senador está estável, lúcido, sem febre e respirando espontaneamente.

Ainda conforme a nota do hospital, os novos exames apresentaram melhores resultados em relação aos que haviam sido feitos anteriormente.

Mulher flagrada em vídeos gritando ofensas é indiciada por racismo, em JP

0

Luzia Sandra de Medeiros Dias Benjamin, que aparece em vídeos gritando ofensas racistas em um banco de João Pessoa, foi indiciada por injúria racial e racismo. O caso ocorreu em outubro deste ano. A informação foi dada durante entrevista ao Portal ClickPB pelo delegado Marcelo Falcone, nesta terça-feira (1º).

+ Mulher é detida após gritar ofensas racistas em agência bancária de JP

Em vídeo que circula nas redes sociais, a mulher afirma ser a maior racista do planeta. ”Eu sou a maior racista do Planeta Terra. Eu odeio a raça negra”, gritou.

De acordo com o delegado, Luzia Sandra de Medeiros Dias Benjamin também foi indiciada por racismo e injúria racial em relação ao caso do shopping, onde ela proferiu também frases racistas enquanto aguardava na fila do estabelecimento.

+ Mulher que gritou ofensas racistas em banco de JP aparece em novo vídeo: ‘eu sou Hitler’

“Além de agredir diretamente a uma vítima ela expôs o preconceito contra a raça negra, contra a cor negra e população negra. Ela expôs isso na frente de várias pessoas, propagando e incitando o preconceito racial”, destacou o delegado.

+ Marido de mulher que fez ofensas racistas em banco de JP mostra laudo psiquiátrico

Paraibana aparece em lista do governo Bolsonaro que mapeia ‘detratores’

0

O jornalista Rubens Valente revelou, nesta terça-feira (1º), em sua coluna no UOL que o governo do presidente Jair Bolsonaro construiu um relatório para mapear jornalistas e influenciadores e os classificou com relação a críticas ao governo.

Dentre os listados, consta a jornalista paraibana Rachel Sheherazade. Ela é classificada como detratora, por fazer críticas a Bolsonaro.

Confira a publicação na íntegra:

Uma empresa de comunicação contratada pelo governo federal orienta como o órgão deveria lidar com um grupo de 81 jornalistas e “outros formadores de opinião” considerados influenciadores em redes sociais. A medida a ser tomada varia: “o monitoramento preventivo das publicações da influenciadora”, o “envio de esclarecimentos para eventuais equívocos que ele publicar” ou mesmo “propor parceria para divulgar ações da Pasta”.

O acompanhamento do que é publicado sobre determinado órgão ou autoridade é, em si, uma prática corriqueira, mas o relatório revela e leva ao governo as impressões sobre esses profissionais. O levantamento intitulado “Mapa de influenciadores”, que analisou postagens do mês de maio de 2020 sobre o Ministério da Economia e o ministro Paulo Guedes, foi produzido pela BR+ Comunicação. Ela tem um contrato com o MCTIC (Ciência e Tecnologia) que é aproveitado pelo ME por meio de um Termo de Execução Descentralizada de junho de 2020, no valor total de R$ 2,7 milhões, que inclui outros serviços de comunicação.

Feito em arquivo Excell, o relatório separou os 81 “influenciadores” em três grupos: os “detratores” do governo Bolsonaro, do ME e/ou do ministro Paulo Guedes (não fica claro quem dos três, no entender do relatório, o profissional estaria “detratando”), os “neutros informativos” e os “favoráveis”.

O primeiro grupo é o mais numeroso, com 51 nomes. Os “favoráveis” da lista são 23. E os “neutros informativos”, oito. A conta fecha em 82, e não 81, porque há um nome repetido em dois campos. Do total, 44 são jornalistas. Cada nome é acompanhado de um comentário sobre o que a pessoa tem escrito nas redes sociais a respeito do governo e em especial de Paulo Guedes. Em oito casos, há o telefone celular do jornalista.

O UOL procurou na sexta-feira (27) tanto o MCTIC quanto a empresa BR+ Comunicação. No sábado (28), o MCTIC respondeu o seguinte: “Os esclarecimentos sobre esse assunto podem ser fornecidos pelo Ministério da Economia”.

Procurado, o ME respondeu que os “produtos de comunicação” são definidos no contrato pela Secom, a secretaria de comunicação da Presidência, “assim como é definido para todos os órgãos da administração direta”.

“Esclarecemos, portanto, que os órgãos não têm coordenação sobre essa entrega (Mapa de Influenciadores) mas, assim como monitoramentos de redes sociais e clipping de imprensa, ela é importante para o envio de releases, convocações para coletivas de imprensa, participações em eventos, fotos e vídeos. Os contatos são feitos por e-mail. Não se faz uso de informações pessoais. O produto também não traz informações de profissionais de governos, apenas jornalistas e influenciadores de redes sociais e/ou formadores de opinião – definidos com base no número de seguidores”, informou o ME.

Os integrantes dos três “grupos”, segundo o relatório em poder da Economia

Entre os supostos “detratores” estão jornalistas com milhares de seguidores, como Vera Magalhães, Guga Chacra, Xico Sá, Hildegard Angel, Cynara Menezes, Carol Pires, Claudio Dantas, Luis Nassif, Brunno Melo, Igor Natusch, George Marques, Palmério Dória, Flávio V. M. Costa (editor do UOL), Márcia Denser, Rachel Sheherazade, Luís Augusto Simon (o Menon, colunista do UOL), além dos professores universitários Silvio Almeida, Laura Carvalho, Jessé Souza, Claudio Ferraz, Sabrina Fernandes, Marco Antonio Villa, Conrado Hubner, Rodrigo Zeidan, entre outros.

O autor desta coluna também aparece no campo do “detratores”, após ter publicado um post no Twitter que questionava uma declaração do ministro Paulo Guedes que citou a pandemia como “uma benção”.

Diz o levantamento:”[Rubens Valente] Utiliza as redes de maneira informativa na maioria das vezes. Já criticou o ministro da economia em mais de uma ocasião. ‘Paulo Guedes sobre a pandemia: O que era uma maldição acabou virando uma bênção’. Porque supostamente as exportações do país aumentaram. Uma bênção. Vinte e nove mil mortos’.”

O estudo recomenda a seguinte ação: “Envio de matérias e projetos do ME”. O autor nunca foi procurado pelo ME sobre isso.

Ainda no campo dos supostos “detratores” aparecem youtubers e influenciadores como Felipe Neto, Nathália Rodrigues e Jones Manoel. Os oito “neutros informativos” citados são Alex Silva, Malu Gaspar, Altair Alves, Cristiana Lôbo, Monica Bergamo, Marcelo Lins, Ricardo Barboza e Octavio Guedes.

Para “favoráveis”, relatório sugere “posts em conjunto” e lives

No grupo dos “favoráveis” estão Roger Rocha Moreira, Milton Neves (colunista do UOL), Rodrigo Constantino, Guilherme Fiuza, Winston Ling, Camila Abdo, Tomé Abduch, entre outros.

No campo dos “favoráveis”, o relatório cita que o apresentador de rádio e TV Milton Neves, que tem 2,1 milhões de seguidores no Twitter, é “simpatizante do governo Bolsonaro, fez elogios ao ministro Paulo Guedes por conseguir injetar R$ 500 bilhões no Tesouro por meio de operação estruturada no câmbio. Em declaração, enfatizou desejo de que o ministro Paulo Guedes ficasse ao menos 15 anos trabalhando para o governo federal por seu conhecimento em economia”. O relatório sugere “envio de matéria e projetos do ME; propor parceria para divulgar ações da Pasta”.

Guilherme Fiuza, que tem 634 mil seguidores no Twitter, é assim descrito: “Jornalista favorável ao governo, fez publicações de defesa ao governo e já se referiu ao ministro Paulo Guedes como ‘economista respeitado mundialmente e líder da agenda de reformas'”. O relatório aconselha várias medidas para aproveitar esse apoio de Fiuza: “Post em conjunto com o ME, live para tratar de temas da pasta (como novos números) e proposta de matérias sobre a pasta”.

O comentarista Rodrigo Constantino é citado nesses termos: “Descreve o ministro Paulo Guedes como ‘economista liberal brilhante e patriota’. Liberal, o jornalista costuma destacar medidas de cunho positivo relacionadas ao ME. Na pandemia, defende que o governo e o ME estão trabalhando para a retomada econômica”. O relatório sugere “post em conjunto; live para tratar de temas atuais como a economia na pandemia e perspectivas posteriores; proposta de matéria sobre a Pasta”.

Relatório faz comentários sobre Felipe Neto, Guga Chacra, Vera Magalhães e outros

Sobre Felipe Neto, que tem 38,5 milhões de seguidores no YouTube e 12,6 milhões no Twitter e é citado como “detrator”, o “mapa” diz o seguinte: “O influenciador é contra o governo, faz duras críticas ao ministro da Economia no que tange as questões da pandemia, porém é a favor do auxílio emergencial, tendo inclusive feito publi [publicidade] com a picpay sobre o tema”.

O trabalho recomenda as seguintes medidas: “Envio de matérias e projetos da pasta. Monitoramento preventivo das publicações do influenciador. A partir dos posts que fizer sobre economia, monitorar se há debate equivocado e trazer esclarecimentos relativos a esses conteúdos”.

A respeito de Guga Chacra, comentarista internacional da GloboNews que tem 1,1 milhão de seguidores, o “mapa” afirma: “Jornalista é crítico ao governo Bolsonaro e já se manifestou contra falas ou participações do ministro Paulo Guedes em agenda oficial: criticou o ministro quando falou da primeira-dama da França, Brigitte Macron; e destacou fala de ex-sócio de Guedes sobre reunião ministerial que ganhou repercussão após denúncias de Sergio Moro. Destacou sobre risco de perda de investidores estrangeiros caso desmatamento da Amazônia não seja contido. Corrigiu fala do ministro Paulo Guedes sobre quantidade de bancos que existem atualmente nos Estados Unidos”.

A medida orientada pelo trabalho a respeito de Chacra é idêntica à de Felipe Neto.

Sobre a jornalista Vera Magalhães, âncora do programa Roda Viva, da TV Cultura, e seguida por 616 mil perfis no Twitter, o relatório diz: “Críticas sobre o ME [Ministério da Economia] não ter conseguido detectar que foragidos da Justiça conseguiram fazer cadastro para recebimento do auxílio emergencial. Ironizou quando Luciano Hang, dono da Havan, foi apontado pela Receita por sonegação: ‘Bolsonaro ligando pro Paulo Guedes e pedindo o comando da Receita em 3, 2, 1…’ Crítica à fala do ministro Paulo Guedes sobre possível criação de um novo AI-5”.

O jornalista Xico Sá, que tem 1,5 milhão de seguidores no Twitter, é assim referido: “Faz oposição contumaz ao governo, além de reverberar matérias de teor desfavorável à gestão Bolsonaro”. A recomendação sobre Xico é o “monitoramento preventivo das publicações do influenciador em conteúdos relativos ao Ministério da Economia”.

O professor universitário Silvio Almeida, autor de “Racismo estrutural”, entre outras obras, que tem 248 mil seguidores no Twitter, é assim referido: “Crítico do governo Bolsonaro. Afirmou que o liberalismo do ministro Paulo Guedes é um dos pilares mais importantes do fascismo e que deve ser combatido. Afirmou que o ministro Paulo Guedes tem simpatia pela Alemanha Nazista e pela ditadura de Pinochet e disse ainda que ‘Quem compra Guedes que leve o Presidente’. Critica o fato de os neoliberais condenarem outros ministros do governo e sempre ‘pouparem’ o ministro Paulo Guedes, alegou que o JN [Jornal Nacional] fez o mesmo quando a gravação da reunião ministerial foi divulgada”.

Senador Ney Suassuna tem resultado positivo para Covid-19

0

O senador paraibano Ney Suassuna (Republicanos) testou positivo para Covid-19. O político recebeu a confirmação ontem, segunda-feira (30), após a realização de exames de rotina.

Os sintomas são leves, de acordo com a equipe médica que atendeu o senador paraibano.

No domingo (29), o também senador José Maranhão (MDB) foi diagnosticado com o vírus e precisou ser internado no Hospital da Unimed, em João Pessoa. De acordo com o último boletim médico, Maranhão está com sintomas leves, mas precisou ficar em observação por causa de sua idade.

- Publicidade -

Últimas

- Publicidade -