Padre critica insistência de Romero em abrir bares nas festas de fim de ano em CG

“Pense em salvar vidas”, disse o padre Djacy Brasileiro, em suas redes sociais nesta sexta-feira (25), após o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, afirmar que irá recorrer da decisão judicial que deliberou o fechamento de bares e restaurante durante as festas de final de ano.

+Romero diz que deve recorrer de decisão para abrir bares e restaurantes em CG

Na postagem intitulada “Recado para Campina Grande”, o pároco lembrou ao prefeito de Campina Grande que “a economia se recupera, a vida não”. Djacy Brasileiro já foi pároco da paróquia Nossa Senhora do Perpetuo Socorro, da cidade de Pedra Branca, no Vale do Piancó paraibano, e atualmente integra a Paróquia Menino Jesus de Praga, em João Pessoa.

Veja postagem

Romero publicou decreto onde autoriza bares e restaurantes a funcionarem normalmente nos dias 24, 25, 31 de dezembro e 1º de janeiro, agindo, desta forma, na contramão de do decreto publicado pelo Governo do Estado.

+Juiz baixa bola de Romero e proíbe abertura de bares em CG depois das 15h

No entanto, o Estado foi a justiça e conseguiu, nesta quinta-feira (24), a revogação do decreto emitido pelo gestor campinense, passando a valer a determinação assinada pelo governador João Azevêdo.

O juiz Ely Jorge Trindade acatou a ação movida pelo Governo da Paraíba e suspendeu o decreto editado pelo prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSD), que autorizava bares e restaurantes da Rainha da Borborema receberem clientes por 24 horas durante os festejos do fim de ano. O magistrado impôs uma multa de R$ 50 mil em caso de descumprimento.