Özil, ex-Real Madrid e Arsenal e campeão da Copa 2014, se aposenta do futebol aos 34 anos

"Após duras considerações, estou anunciando minha aposentadoria imediata do futebol", afirmou o meia, que estava atuando em time da Turquia desde 2021

O meia Mesut Özil anunciou sua aposentadoria do futebol nesta quarta-feira (22). Ex-jogador de Real Madrid e Arsenal e campeão mundial com a Alemanha em 2014, Özil publicou um texto explicando a decisão de pendurar as chuteiras aos 34 anos, citando problemas físicos recentes.

“Após duras considerações, estou anunciando minha aposentadoria imediata do futebol. Foi um privilégio ser jogador profissional por quase 17 anos, e me sinto incrivelmente grato pela oportunidade. Mas nas recentes semanas e meses, sofrendo com algumas lesões, se tornou mais e mais e claro que é hora de deixar a grande cena do futebol”, disse o agora ex-atleta.

Özil vinha atuando pelo Istambul Basaksehir, da Turquia, desde 2021. Sua última partida profissional ocorreu em 2 de fevereiro, quando foi a campo por 45 minutos diante do Kayserispor, pelo Campeonato Turco – foi apenas seu sétimo jogo na atual temporada, na qual não marcou nenhum gol.

Desta forma, o jogador encerra uma trajetória que teve início no Schalke 04, onde se profissionalizou em 2005. Depois de três temporadas, ele se transferiu para o Werder Bremen, que vivia bom momento no futebol alemão, e lá conseguiu destaque a nível mundial, se tornando alvo do Real Madrid, que o comprou em 2010.

No clube merengue, Özil realizou mais de 100 partidas e foi peça importante na era José Mourinho, atuando ao lado de astros como Cristiano Ronaldo, Kaká e Benzema. Em 2013, meses antes de os merengues encerrarem um incômodo jejum na Champions, ele deixou o clube e rumou para o Arsenal.

Foi no clube londrino onde ele construiu sua trajetória mais longa. Özil permaneceu no Arsenal entre 2013 e 2021, realizando 184 partidas e marcando 33 gols. Não conseguiu concretizar o sonho de conquistar a Premier League, mas faturou quatro Copas da Inglaterra, além de uma Supercopa do país e um vice-campeonato na Liga Europa.

Foi como jogador do Arsenal que Özil viveu o auge de sua carreira na seleção alemã. O meia foi uma das peças importantes do time que conquistou a Copa do Mundo de 2014, no Brasil, atuando como titular nos sete jogos da campanha, na qual marcou um gol. Figura comum nas convocações do time germânico desde o time sub-19, ele também esteve nos Mundiais de 2010 e 2018, somando 92 jogos e 22 gols pela Alemanha.

Grande astro do Arsenal em bom período de sua trajetória, Özil foi perdendo espaço aos poucos e tornou-se peça menos importante com a chegada do técnico Mikel Arteta, que promoveu uma grande renovação no elenco. Ele entrou em rota de colisão com o clube após ficar fora dos 25 inscritos para a Premier League, e, em janeiro de 2021, no meio da temporada europeia, conseguiu uma rescisão contratual seis meses antes do previsto para o fim do seu vínculo.

Livre no mercado, ele resolveu atuar no futebol turco, uma vez que tem origem familiar no país. Na ocasião, rumou para o Fenerbahçe, um dos maiores clubes da Turquia, onde permaneceu por apenas uma temporada e meia. Em seu segundo ano no Fener, ele foi afastado por discutir com o treinador Ismail Kartal. Depois, já sob o comando de Jorge Jesus, voltou a rescindir o contrato mutuamente antes do previsto. Então, no começo da atual temporada, no meio do ano passado, ele foi para o Istambul Basaksehir.

Os títulos de Özil:

  • 1 Copa do Mundo (Alemanha – 2014)
  • 1 Campeonato Espanhol (Real Madrid – 2011/12)
  • 1 Copa do Rei (Real Madrid – 2010/11)
  • 4 Copas da Inglaterra (Arsenal – 2013/14, 2014/15, 2016/17 e 2019/20)
  • 1 Copa da Alemanha (2008/09)
  • 1 Supercopa da Espanha (Real Madrid – 2012)
  • 1 Supercopa da Inglaterra (Arsenal – 2015)
  • 1 Supercopa da Alemanha (2009 – Werder Bremen)