Orquestra Sinfônica Jovem da PB faz neste domingo concerto em homenagem ao samba

Publicidade

Orquestra Sinfônica Jovem da PB faz neste domingo concerto em homenagem ao sambaA noite do próximo domingo (2) será de celebração na Sala de Concertos Maestro José Siqueira, no Espaço Cultural José Lins do Rêgo, em João Pessoa. No Dia Nacional do Samba, a Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba abre espaço no seu repertório erudito para homenagear esse ritmo que representa a nossa cultura popular e é Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil. O concerto especial terá regência do maestro Luiz Carlos Durier e contará com a participação de nomes de destaque da música paraibana. Ao lado dos jovens da sinfônica estarão o músico Potyzinho Lucena e os cantores especialmente convidados Polyana Resende, Kojak do Banjo, Salete Marrom e Mirandinha.

O Concerto em Homenagem ao Samba começa às 19h e tem entrada gratuita. No programa constam as músicas mais representativas do samba, de autoria de compositores brasileiros como Ary Barroso, Paulinho da Viola, Adoniran Barbosa e Noel Rosa, e paraibanos, a exemplo de Potyzinho Lucena e Jonathas Falcão.

Publicidade
ALPB

Orquestra Sinfônica Jovem da PB faz neste domingo concerto em homenagem ao samba“Aquarela do Brasil”, de Ary Barroso com arranjo do Maestro Duda, vai abrir a noite especial, seguida pela execução de “Salve o Negro, Salve o Samba”, de Mirandinha (arranjo de Emanoel de Barros); “O Surdo”, de Antônio José, Chico Silva e Paulinho Rezende (arranjo de Rogério Borges); “Um Samba a Dois”, composição e arranjo de Potyzinho Lucena; “Meu Ébano”, de Neneo (arranjo de Rogério Borges), e “Série Brasileira – Batuque”, de Alberto Nepomuceno.

O concerto continua com a execução de “Caymmi: Mulheres (Marina, Dora, Rosa Morena)”, de Wellington das Mercês; “O Sol e o Temporal”, de Kojak do Banjo e Potyzinho Lucena (arranjo de Emanoel Barros); “Garoto Maroto”, de José Franco Lattari e Marcos Paiva (arranjo de Rogério Borges); “Gostoso Veneno”, de Wilson Moreira e Nei Lopes (arranjo, Rogério Borges); e “Vaitimbora”, de Jonathas Falcão (Seu Pereira), com arranjo de Potyzinho Lucena.

Encerrando a noite festiva, estarão “Só Sambas”, de Cyro Pereira, com as músicas Palpite Infeliz (Noel Rosa), Mulata Assanhada (Ataulfo Alves), O Bêbado e o Equilibrista (João Bosco), Foi um Rio que Passou em Minha Vida (Paulinho da Viola) e Trem das Onze (Adoniran Barbosa), e Não Deixe o Samba Morrer, composição de Edson Conceição e Aluízio Silva, com arranjo de Rogério Borges.

Solistas

Potyzinho Lucena – Natural de João Pessoa (PB), Poty Holanda de Lucena Junior tem 25 anos de carreira atuando como músico, arranjador, produtor e diretor musical em shows e gravações. Os últimos trabalhos publicados entre 2017 e 2018 foram o CD da cantora e compositora Polyana Resende, do cantor e compositor Mirandinha, do grupo Pura Raiz e do cantor e compositor Helton Souza. Em todos eles, Potyzinho Lucena assina a direção musical e os arranjos. Atualmente, está em estúdio finalizando o seu primeiro CD solo, com músicas instrumentais de sua autoria.

Kojak do Banjo – Nascido em João Pessoa (PB), teve seus primeiros contatos com a música muito cedo, tocando percussão com amigos nas rodas de samba do bairro Castelo Branco. Pouco tempo depois descobriu e se apaixonou pelo banjo e hoje acrescentou ao seu currículo o violão e o cavaquinho. Autodidata, logo se tornou conhecido por Kojak do Banjo. Acompanhou e abriu shows para vários artistas locais e de renome nacional, a exemplo de Zeca Pagodinho, Jorge Aragão, Dudu Nobre, Martinho da Vila, Grupo Revelação entre outros, sendo atualmente uma referência do samba na Paraíba. Hoje, nesses tempos novos para o samba, Kojak do Samba lança o terceiro CD com músicas autorais.

Mirandinha – Nasceu em Flora Rica (SP), Mirandinha é filho de nordestinos e mora há 30 anos em João Pessoa (PB). Cantor e compositor, tem como principal instrumento o banjo, que sempre está presente em suas rodas de samba. Seu recente trabalho é o CD intitulado “Salve o Negro, Salve o Samba”.

Polyana Resende – Pernambucana radicada na Paraíba, é aluna da licenciatura em Música pela UFPB. Tem 13 anos de carreira e em 2015 lançou seu primeiro single, “Vaitimbora”, que faz parte do seu primeiro álbum, “Samba Teimoso”, lançado em 2017. É a primeira mulher a integrar a ala de compositores de uma escola de samba de João Pessoa e no ano passado foi campeã com o samba enredo “A Fé dos Deuses no Brasil”. Polyana Resende foi intérprete finalista com a música “Um Samba a Dois”, no Festival de Música da Paraíba realizado este ano.

Salete Marrom – Cantora nascida na cidade de Pombal (PB). Filha de músico, começou a cantar com sete anos de idade. Salete Marrom trabalhou em várias bandas e tem como referência as cantoras Alcione e Clara Nunes.

Próximos concertos

O concerto de encerramento da temporada 2018 da Orquestra Sinfônica da Paraíba será no próximo dia 6 de dezembro (quinta-feira), na Sala de Concertos Maestro José Siqueira, no Espaço Cultural. Já a Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba fará o Concerto de Natal no dia 12 de dezembro (quarta-feira), no Adro da Igreja de São Francisco, no Centro de João Pessoa, com a participação do Coro Sinfônico da Paraíba.

Serviço

Concerto em Homenagem ao Samba – Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba

Regente: Luiz Carlos Durier

Participações especiais: Potyzinho Lucena, Polyana Resende, Kojak do Banjo, Salete Marrom e Mirandinha.

Dia: 02/12/2018 (domingo)

Hora: 19h

Local: Sala de Concertos Maestro José Siqueira, no Espaço Cultural, João Pessoa

Ingresso: Gratuito

Comente

Camara Municipal

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected]