Oposição critica derrubada do requerimento que propõe discussão sobre ambulantes

Vereador diz que gastos excessivos de Cartaxo revelam uso eleitoral da máquina em JP

Em votação nesta quinta-feira (9), foi derrubado, pela bancada de situação, requerimento com pedido de Audiência Pública proposto pelos vereadores de oposição para discutir a questão dos trabalhadores informais e a ocupação do espaço público de João Pessoa.

O vereador Bruno Farias considerou a derrubada do requerimento um absurdo. “A razão de ser de uma Casa Legislativa é o debate. Se a bancada de governo sufoca o debate de um tema relevante para a cidade, como é o caso do disciplinamento e ocupação do solo urbano e ordenamento territorial de João Pessoa, eu fico a me perguntar: Qual o papel que estamos prestando para a sociedade?”

Segundo Bruno, todo tema hostil ao governo é simplesmente eliminado na Casa Napoleão Laureano. “Afrontando os interesses dos cidadãos, a bancada do governo impede que nós possamos abrir a nossa Casa Legislativa para as representações da sociedade civil e para o próprio Governo ter uma oportunidade de expor quais as alternativas que oferece, por exemplo, aos ambulantes de João Pessoa”.

O parlamenta acredita que, desta forma, a CMJP está perdendo protagonismo. “Todo debate de interesse da cidade de João Pessoa não está sendo feito na Câmara, e, sim, na Assembleia. Então a Assembleia assume esse protagonismo simplesmente porque a bancada de governo não tem coragem para enfrentar os problemas cotidianos de João Pessoa”, afirma.

Comente