Operação Rent a Car: prefeito de Camalaú é solto após pagar fiança de quase R$ 14 mil

Sandro Môco foi afastado do cargo e preso após o Gaeco encontrar na casa do prefeito uma bolsa com cerca de R$ 60 mil em dinheiro

Após pagar fiança de R$ 14 mil, o prefeito de Camalaú, Alecsandro Bezerra dos Santos (Sandro Môco), foi solto nesta sexta-feira (14). O gestor foi preso na manhã de hoje, durante a Operação Rent a Car, deflagrada Ele estava em posse de um revólver e sete munições. A informação foi confirmada pelo delegado de Monteiro, Paulo Ênio Rabelo.

A Operação Rent a Car foi deflagrada na manhã desta sexta-feira (14), na cidade de Camalaú. Sandro Môco foi afastado do cargo e preso após o Gaeco encontrar na casa do prefeito uma bolsa com cerca de R$ 60 mil em dinheiro. Além do dinheiro também foram apreendidos veículos e uma arma.

A operação que levou a prisão do prefeito, tem alicerce nos autos da ação penal movida pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB) em desfavor de agentes públicos, dentre eles o prefeito de Camalaú e de outros investigados, que uniram esforços no sentido de planejar e executar engenho voltado para desviar recursos públicos do município de Camalaú-PB, processado após prévia emissão de documentos falsos e locação fraudulenta de veículos do prefeito (uma caminhonete 4X4, ano 2017, e um caminhão, ano 1973), registrados em nome de “laranjas”, cujos contratos revelaram prejuízo ao erário no valor de R$ 314.690,62.

Comente