Operação Previna-se interdita restaurante e notifica outros estabelecimentos

Segundo Aline Grisi, diretora de Vigilância em Saúde, o estabelecimento foi interditado por sete dias e ainda multado por descumprir o decreto estadual e municipal

A Operação Previna-se, que reúne várias secretarias da Prefeitura de João Pessoa, realizada em parceria com o Governo do Estado, intensificou a fiscalização nesta quarta-feira (31). Como resultado da ação, um restaurante no Bairro dos Estados foi interditado por fiscais da Vigilância Sanitária, além de outros estabelecimentos notificados por equipes da Secretaria de Meio Ambiente e Procon-JP.

Segundo Aline Grisi, diretora de Vigilância em Saúde, o estabelecimento foi interditado por sete dias e ainda multado por descumprir o decreto estadual e municipal. “O restaurante estava com o self-service aberto e funcionando normalmente. Segundo o decreto em vigor, apenas as modalidades delivery e retirada no local devem estar valendo”, ressaltou.

A equipe do órgão de defesa do consumidor da Prefeitura, Procon-JP, autuou um estabelecimento nos Bancários também por descumprimento do decreto. Foram notificados outros quatro estabelecimentos em Mangabeira e um no Centro. As visitas da equipe foram realizadas também nos bairros do Valentina, Geisel, Rangel e Torre.

Semam

A Secretaria de Meio Ambiente também participou ativamente das ações da Operação Previna-se. Na noite de terça (30), foram feitas diligências pelo setor norte, no Bairro dos Estados, onde uma clínica/academia foi autuada por falta de licença. Também foram visitados os bairros de Tambaú, Mandacaru, Roger, Padre Zé, Manaíra e Bessa.

Na região sul, no bairro Anatólia, um bar foi notificado por descumprimento do decreto. Outras visitas foram feitas nos bairros Bancários, Mangabeira de I a VII e Valentina.