Netflix: fim do compartilhamento de senhas vira caso de Justiça

O fim do compartilhamento de senhas da Netflix, instaurado pelo streaming em maio do ano passado, virou caso de Justiça. De acordo com a coluna F5, da Folha de S. Paulo, 934 clientes da plataforma pedem na Justiça para voltarem a usar o benefício.

Em um dos processos que corre no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP), por exemplo, um homem de 53 anos alega que sua filha não consegue acessar a Netflix na televisão que fica dentro do seu quarto, na mesma casa que o pai. Ele pede indenização de R$ 5 mil e que o streaming seja obrigado a aprovar a divisão de senha.

A primeira ação foi registrada no fim de maio de 2023, a último em 26 de junho deste ano. Ainda não houve julgamentos relacionados aos processos, ainda de acordo com a coluna.

Metrópoles tenta contato com a Netflix para esclarecer o caso, mas não obteve resposta até a publicação desta matéria. O espaço segue aberto para atualização.

Fim do compartilhamento de senhas na Netflix

A Netflix começou a testar a proibição ao compartilhamento de senhas no começo do ano passado, mudança que chegou oficialmente ao Brasil em maio. Oficialmente, o uso da mesma conta por pessoas que moram em endereços diferentes passou a ter cobrança adicional.

Na época, o streaming afirmou que a funcionalidade de cobrança por compartilhamento de senhas foi lançada “de forma bem-sucedida” em mais de 100 países, o equivalente a 80% da base de usuários pagantes. Do Metrópoles.