Publicidade
Cotidiano

Neta de Pinto do Acordeon teria sofrido racismo em escola de JP: “negra bocuda”

Filha do artista disse que abriu boletim de ocorrência contra a suposta agressora

Na última sexta-feira (19), a filha de Pinto do Acordeon denunciou agressões sofridas pela filha no Colégio Master Bessa, em João Pessoa, após uma discussão com uma colega de classe. Ela relata que a filha, de onze anos, foi agredida física e verbalmente pela tia da menina, a corretora de imóveis Karina Araruna.

- Continua depois da publicidade -

Segundo a denúncia da filha do artista, a corretora chamou a neta de Pinto do Acordeon de “negrinha bocuda” e chegou a cuspir no rosto da criança.

“A Maria estava na escola, estudando, uma tia de uma coleguinha de sala dela foi até lá, agrediu a menina verbalmente a chamando de gorda, bocuda e dizendo que ela tem um olhão e ainda agrediu fisicamente puxando o nariz da criança de 11 anos. O mais absurdo foi que ela ainda cuspiu na cara da criança,” relatou Duna, filha de Pinto do Acordeon ao portal Polêmica Paraíba.

Duna informou foi registrado um boletim de ocorrência contra a agressora.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected] | WhatsApp: (83) 98176 - 1651

Redação Paraíba Já

Fundado em maio de 2010, o Paraíba Já é um portal de notícias sediado em João Pessoa (PB), que tem compromisso com a verdade, fazendo um jornalismo de qualidade e relevância social.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar