Negociatas de Bolsonaro para travar impeachment deu R$ 86 bilhões ao Centrão

No 'toma lá, dá cá', prática que disse que não faria durante campanha, presidente negociou com partidos do Centrão cargos e espaços no governo, intuito é barrar o impeachment

Presidente Jair Bolsonaro - Foto: Carolina Antunes/PR/Flickr

Os cargos negociados por Jair Bolsonaro com partidos do Centrão têm um orçamento que, somado, chega a R$ 86 bilhões, diz O Globo.

Como noticiamos, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) é o maior deles, com verba de mais de R$ 50 bilhões.

O Banco do Nordeste, por sua vez, tem orçamento de R$ 29 bilhões. O atual presidente é Romildo Rolim, apadrinhado de Eunício Oliveira. Agora está sendo negociado com o PL de Valdemar Costa Neto — que também luta para garantir a governabilidade do Dnit, como registramos.

O Dnocs, que ficou com Fernando Araújo, indicado pelo PP, conta com orçamento de R$ 1,09 bilhão em 2020.

De O Antagonista

Comente