”Não sou gay, sou tudo”: ator global abre o jogo sobre sua sexualidade

Após declarar que tem uma sexualidade ampla, que não cabe em uma “gaveta”, Reynaldo Gianecchini rejeita rótulos sobre orientação sexual. O ator posou para a capa de uma revista impressa e surgiu em uma montagem aos beijos consigo mesmo. “Não assumi que sou gay. Falei que sou tudo”, explicou o galã da Globo.

Em entrevista à Pop-se, que estará nas bancas a partir do próximo dia 9, Gianecchini falou novamente sobre não se sentir obrigado a definir sua sexualidade e que isso é um ato político, visto que a sociedade conservadora julga as coisas sem saber.

“Cabe tudo dentro de mim, não me encaixo em nenhuma gaveta. É uma atitude política falar isso hoje em dia. A sociedade é muito careta. O Brasil é um país preconceituoso, racista e reprimido”, ressaltou o ator. Para a capa da publicação impressa, o artista fotografou o beijo com uma modelo, que acabou substituída na montagem por ele mesmo.

Em setembro do ano passado, Reynaldo Gianecchini contou em entrevista ao jornal O Globo que sempre foi cobrado para “sair do armário”. “Primeiro, quero falar para essas pessoas: antes de você achar tão interessante a sexualidade dos outros, dá uma olhadinha na sua. Talvez ela tenha mais nuances do que você pensa”, rebateu, na época. As informações são do Notícias da TV.

Comente