“Não é hora de encerrar, cortar ou reduzir”, diz PSOL-PB sobre auxílio emergencial

Para Tárcio Teixeira, o enfraquecimento da economia evidência a necessidade de estabelecer medidas a longo prazo

O presidente da executiva estadual do PSOL na Paraíba, Tárcio Teixeira, em entrevista ao Paraíba Já, destacou a importância em prosseguir com os pagamentos do auxílio emergencial durante a pandemia.

“Nós entendemos que não é hora de encerrar, cortar ou reduzir o auxílio emergencial, pois ainda estamos vivendo em uma crise sanitária, e também, uma crise econômica”, disse Tárcio.

A possibilidade do governo federal reduzir o valor do benefício pela metade foi divulgado na quinta-feira (20). No entanto, será na terça-feira (25) que os detalhes das análises da proposta vão ser apresentados.

Para Tárcio Teixeira, o enfraquecimento da economia intensificado pelo pandemia evidência a necessidade de estabelecer medidas a longo prazo em apoio financeiro a população.

“É hora de reinvindicar e implementar um programa de renda minina permanente como já foi protocolado pelo PSOL ao Congresso Nacional”, concluiu.

Comente