Musk restaura contas de jornalistas no Twitter após reação negativa sobre suspensões

Elon Musk informou, na noite desta sexta-feira, 17, que vai restabelecer as contas do Twitter dos jornalistas suspensos da rede social. Os repórteres, que cobrem assuntos relacionados à plataforma e ao seu novo proprietário, foram banidos depois que o empresário os acusou de colocar sua família em perigo.

“As pessoas falaram. As contas que revelaram minha localização verão agora a suspensão suspensa”, disse o magnata após o alvoroço causado por sua decisão. Musk organizou uma enquete no Twitter perguntando aos usuários se ele deveria restabelecer as contas agora ou em uma semana. Quase 59% dos 3,69 milhões de participantes votaram para fazê-lo imediatamente.

O bilionário provocou indignação e advertências da União Europeia e das Nações Unidas depois de suspender as contas de mais de meia dúzia de jornalistas, alguns de veículos como e. A empresa não explicou aos jornalistas por que derrubou as contas.

Vários desses repórteres suspensos tinham publicado matérias sobre a nova política da plataforma e sobre a decisão de Musk de banir permanentemente a conta @ElonJet, que rastreou os voos de seu jatinho particular usando dados disponíveis publicamente.

Ele justificou a atitude alegando que o veículo que transportava um de seus filhos por Los Angeles teria sido perseguido, um incidente que ele pareceu atribuir ao monitoramento de seu avião particular. Elon Musk os acusou os jornalistas que cobriram o caso “de publicarem as coordenadas que permitiriam um assassinato”.

Em um fórum ao vivo nos espaços de discussão em áudio do Twitter (no chamado ”), Musk fez uma breve participação e reiterou suas alegações sobre os jornalistas. No entanto, não apresentou provas de suas denúncias e disse a alguns dos jornalistas afetados que eles não receberiam tratamento especial por serem repórteres.

“Todo mundo vai ser tratado da mesma forma. Vocês não são especiais porque são jornalistas”, disse o empresário. Mas, quando questionado para dar mais detalhes sobre suas acusações, ele decidiu encerrar a discussão e deixar o fórum.

A decisão de Musk recebeu duras advertências da União Europeia. “A notícia sobre a suspensão de jornalistas do Twitter é preocupante. Elon Musk precisa tomar nota disso. Existem linhas vermelhas. E, em breve, haverá sanções”, disse a comissária europeia de transparência, Vera Jourova, em um tuite. Stephane Dujarric, porta-voz do secretário-geral da organização, Antonio Guterres, chamou a decisão de “precedente perigoso”.

Musk assumiu o controle da plataforma depois de pagar 44 bilhões de dólares pela rede social, após vender ações da Tesla, sua bem-sucedida empresa de carros elétricos.

Do Terra