Publicidade
Cotidiano

MPT terá nova sede em CG que atenderá mais de 100 municípios da PB

Até o final deste ano, paraibanos terão acesso a uma nova sede do Ministério Público do Trabalho em Campina Grande, que permitirá o aperfeiçoamento dos serviços e do atendimento prestado à população de parcela expressiva do Estado da Paraíba. O novo prédio – cujas obras se encontram em fase de conclusão – é sustentável, com acessibilidade e vai atender mais de 100 municípios de quatro regiões do Estado. A edificação está localizada na região conhecida como “Complexo Judiciário”, no bairro Estação Velha, e possui aproximadamente 2.500 metros quadrados de área construída.

- Continua depois da publicidade -

Na última segunda-feira (01/10), o procurador-chefe do MPT-PB, Carlos Eduardo de Azevedo Lima, visitou o canteiro de obra da nova sede da Instituição, acompanhado do diretor regional, José Antonio Vinhas Duran, e do presidente da Comissão de Fiscalização e Acompanhamento da execução da 2ª etapa da obra, Deoclécio Vieira de Melo Neto. Na ocasião, eles inspecionaram o local, o andamento dos trabalhos e se reuniram com os representantes da MPA Construções e Participações Ltda., empresa vencedora da licitação, contratada para realizar a obra.

Acessibilidade em Campina e João Pessoa

O novo prédio do MPT em Campina Grande também propicia as condições de acessibilidade arquitetônica integral aos cidadãos e a pessoas com deficiência física, dificuldades de locomoção e mobilidade reduzida, como é o caso de idosos.

O procurador-chefe Carlos Eduardo informou que na sede do MPT-PB em João Pessoa está sendo executada a obra de reforma para adequação parcial da acessibilidade de pessoas com deficiência à Instituição.

O arquiteto Deoclécio Vieira Neto explicou que, na etapa atual, estão sendo reformados os banheiros públicos destinados a pessoas com deficiência. “De acordo com as normas técnicas, será necessário que cada pavimento tenha, pelo menos, um gabinete de procurador com banheiro adaptado, o que está sendo providenciado também nesta etapa da reforma”, disse.

“Ainda neste mês, será iniciada a reforma das calçadas da sede, envolvendo a alteração da rampa de acesso ao prédio e também o piso de acabamento das calçadas, entre outras ações voltadas para maior acessibilidade na área externa”, acrescentou.

Sistema de energia solar deve gerar economia de 50%

Além disso, estão sendo adotadas providências para viabilizar a utilização de energia solar nas unidades do MPT tanto em João Pessoa quanto em Campina Grande. “O projeto está em andamento e atenderá ambas as unidades do MPT, com a instalação de geradores de energia solar fotovoltaica”, afirmou Deoclécio Vieira Neto. “A estimativa é que gere uma economia de pelo menos 50%, aproximadamente, do consumo de energia atual da sede de João Pessoa e da futura sede em Campina”, acrescentou.

Sistema de Captação e Reaproveitamento da água da chuva

Segundo o arquiteto Deoclécio Vieira Neto, a nova sede do MPT em Campina Grande possui um Sistema de Captação e Reaproveitamento da água da chuva. “A água captada vai abastecer a instalação de vasos sanitários (cerca de 30 sanitários, além de 12 mictórios) e também atenderá as torneiras de lavagem de pisos e áreas de jardim”, informou.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected] | WhatsApp: (83) 98176 - 1651

Redação Paraíba Já

Fundado em maio de 2010, o Paraíba Já é um portal de notícias sediado em João Pessoa (PB), que tem compromisso com a verdade, fazendo um jornalismo de qualidade e relevância social.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar