MPF abre investigação para apurar servidores ausentes por mais de seis meses na UFCG

Procedimento administrativo investigatório foi instaurado pelo procurador da República, Renan Paes Félix

O Ministério Público Federal (MPF) instaurou um inquérito civil para apurar à ausência por mais de 180 dias de servidores públicos nas unidades da Universidade Federal de Campina Grande.

O inquérito civil tem o objetivo de apurar a ausência por mais de seis meses dos servidores efetivos, por razões de licença, afastamento e lotações provisórias em outras unidades e, assim, poder apurar os fatos, de forma regular e formal, poder coletar os elementos necessários para auxiliar nas investigações.

O procedimento administrativo investigatório foi instaurado pelo procurador da República, Renan Paes Félix. A portaria da investigação foi autorizada no dia nove de julho e publicada no Diário do MPF dessa quarta-feira (29)

 

Comente