MP investiga contratos da Saúde com indícios de irregularidades na Prefeitura de CG

De acordo com o Ministério Público, quem apresentou os indícios à Promotoria de Justiça foi o Tribunal de Contas do Estado da Paraíba

(Foto: Divulgação)

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) instaurou inquérito civil para investigar indícios de irregularidades em contratos celebrados pelo Fundo Municipal de Saúde da Prefeitura de Campina Grande.

De acordo com o MP, quem apresentou os indícios à Promotoria de Justiça foi o Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB).

No procedimento, aparecem entre os noticiados o ex-prefeito e atual deputado federal Romero Rodrigues (Podemos) e os ex-secretários de Saúde Felipe Reul e Luzia Maria Marinho.

(Foto: Reprodução/MPPB)

O inquérito foi instaurado pelo promotor de justiça Ismael Vidal Lacerda, que alegou: “inquérito civil público com o objetivo de apurar os fatos em toda sua extensão, individualizar as irregularidades acaso ocorrentes, identificar o(a/s) responsável(is), colhendo elementos e provas para embasar eventual posterior Ação Civil Pública tendente a coibir práticas despidas de legalidade e responsabilizar, na forma da lei, quem às mesmas houver dado origem ou perpetuidade”.

Veja documento

Loader Loading...
EAD Logo Taking too long?

Reload Reload document
| Open Open in new tab