MP investiga contratos da gestão Romero com empresas sem a realização de licitação

Diversos contratos firmados entre a Secretaria de Saúde de Campina Grande e escritórios de advocacia, por meio de Inexigibilidade de Licitação, estão sendo investigados pela Promotoria do Patrimônio Público de Campina Grande.

A secretária, Luzia Pinto, tem 15 dias para enviar à promotoria os contratos realizados com as empresas: Filipe Araújo Reul Sociedade Individual de Advocacia, Luis Villander Sociedade Individual de Advocacia, Darlene Araújo Xavier e Marco Villar Sociedade Individual de Advocacia e se eles foram renovados.

Se comprovadas as irregularidades, a secretária da gestão Romero Rodrigues (PSDB) pode responder em uma Ação Civil Pública. O inquérito está sendo conduzido pelo promotor Alyrio Batista de Souza Segundo.

Confira o despacho de instauração do inquérito: