MP deve apurar agressão contra menina no Parque Cabo Branco, em João Pessoa

Conforme as informações repassadas ao Conselho Tutelar, o suspeito de ter atingido a menina usou uma bengala, além de acusá-la de estar vendendo drogas no local

O Conselho Tutelar deve acionar o Ministério Público da Paraíba (MPPB) para investigar o caso da menina que teria sido agredida por um empresário enquanto vendia doces no Parque Cabo Branco, em João Pessoa, na última quinta-feira (21).

+ Dono da Construtora Hema teria agredido criança que vendia doces por “vender maconha”, em parque de JP

A equipe foi acionada ao local por uma tenente de Pernambuco. Conforme as informações repassadas ao Conselho Tutelar, o suspeito teria atingido a menina com uma bengala, além de acusá-la de estar vendendo drogas no local.

“Quando chegamos lá, a agressão já tinha acontecido. Nós ouvimos as testemunhas e dentre elas estava uma tenente de Pernambuco que foi quem chamou a PM. O idoso apontado como agressor já tinha saído. O que nos foi dito pelos populares que estavam lá é que ele tentou expulsar a menina do parque batendo no braço dela com uma bengala”, comentou um integrante do Conselho Tutelar.

Após ser amparada por pessoas que estavam no local, a menina informou o contato dos pais e uma pessoa, que se identificou como tio, a retirou do parque informando que ela seria levada a um hospital. Os conselheiros ficaram sabendo, posteriormente, que a criança foi levada para casa, na comunidade Torre de Babel, na Zona Sul da capital.

De acordo com o Conselho Tutelar, o caso será enviado ao MP após o levantamento de todas as informações.