MP apura esquema de desvio de anabolizantes na Secretaria de Saúde de Cajazeiras

A gestão do prefeito de Cajazeiras, Zé Aldemir (Progressistas), voltou a ser alvo do Ministério Público da Paraíba (MPPB). Desta vez, por um suposto esquema de desvio de anabolizantes da Secretaria de Saúde do município.

De acordo com a denúncia anônima que chegou às mãos do promotor Alexandre José Irineu, cinco mulheres do município estariam recebendo a quantidade máxima mensal do medicamento Somatropina, utilizado como anabolizante.

O promotor explica, no despacho de instauração de inquérito para apurar o caso, que nenhuma das pacientes faz uso do medicamento, mas estão cadastradas para recebê-lo.

A responsável pelo ‘desvio’ seria a funcionária Layara Severo, responsável pelos cadastros dos pacientes Camily Rodrigues Saraiva, Edilanya e Silva, Kelida L. Sousa Cândido, Maria Rubieli Gabriel de Andrade e Sofia Leite Pereira, “uma vez que conhecedora do login e senha da gerente”.

A denúncia dá conta ainda de um suposto desvio do medicamento Toxina Botulínica, “porém, informa apenas que existem irregularidades na dispensa deste, deixando de apresentar os supostos beneficiados com a conduta, motivo pelo qual, dificulta qualquer atuação deste Órgão Ministerial e justifica a não instauração de Inquérito Civil Público para apurar este objeto”.

As pacientes que recebem o produto, para um ainda não conhecido, deverão aparecer na Promotoria de Justiça no prazo de 15 dias, valendo a partir do dia 14 de janeiro, para justificarem o recebimento da medicação. Layara Severo, por sua vez, pode responder por improbidade administrativa.

Confira o despacho de instauração do inquérito:

Comente