Morre, aos 99 anos, escritora e dramaturga Lourdes Ramalho

A escritora, professora, poeta, dramaturga e pesquisadora Maria de Lourdes Ramalho morreu neste sábado (7), em Campina Grande. Ela tinha 99 anos e sofreu uma parada respiratória quando estava em casa.

Lourdes Ramalho era conhecida em todo o Brasil por sua obra. Nascida no Rio Grande do Norte, ela tinha uma identidade forte com Campina Grande, sendo homenageada por várias vezes em eventos culturais da cidade e tendo parte de sua obra voltada a abordar temáticas da cidade.

Autora de uma extensa obra para o teatro, Lourdes Ramalho conquistou com seus trabalhos muitos prêmios, homenagens e indicações, dentro e fora do Brasil. Entre as peças da autora de maior sucesso estão “Fogo Fátuo” (1974), “As Velhas” (1975) e “A Feira” (1976). Lourdes Ramalho também enveredou na produção de livros infantis e era, como pesquisadora, uma das referências mundiais da obra do escritor espanhol Federico García Lorca.

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, lamentou a perda e decretou luto oficial de três dias.

O velório do corpo da dramaturga será realizado no Teatro Municipal Severino Cabral, a partir das 10h. O sepultamento acontece neste domingo (8), no mesmo horário, no cemitério Campo Santo Parque da Paz, na Avenida Assis Chateaubriand, no Velame, em Campina Grande. As informações são do G1 PB.

Comente