- Publicidade -
Cotidiano

Moradores denunciam falta de infraestrutura básica em Bayeux

Moradores do Mario Andreazza, em Bayeux, estão sofrendo transtornos com as ruas esburacadas do bairro, após as fortes chuvas dos últimos dias, e denunciaram a falta de compromisso do prefeito Berg Lima (Podemos) com a população.

- Continua depois da publicidade -

Através de um vídeo, um morador mostra a situação que se encontra a rua em que mora, após as chuvas. O vídeo mostra muitos buracos e improvisos feitos pela própria população, para poder sair de casa e não piorar a locomoção de seus veículos.

Na rua filmada pelo morador, reside um cadeirante, que relata sua dificuldade em sair de casa e cobra providências da Prefeitura de Bayeux para solucionar o problema.

“Eu não consigo me movimentar na minha própria rua com tantos buracos. Como Berg Lima diz que não pode fazer nada, isso é uma verba que vem, onde está esse dinheiro? (…) O Mario Andreazza está acabado, a população do bairro está indignada com o prefeito”

 

Outras denuncias

O bairro Mario Andreazza, mais conhecido como ‘Mutirão’, em Bayeux, vem sofrendo com o esquecimento e o descaso da gestão do prefeito Berg Lima (Podemos). Um exemplo disto é o lixo espalhado pelas principais ruas do bairro. Na Avenida Genival Guedes, que é o principal acesso ao bairro, o lixo faz parte, quase que permanente, da paisagem. Moradores reclamam cotidianamente do mau cheiro, dos insetos e dos riscos à saúde.

A porta de entrada do bairro, o encontro da Rua Getúlio Vargas com a avenida vereador Genival Guedes, tem lixo acumulado por vários dias, dividindo espaço com o esgoto. Em entrevista ao Paraíba Já, Maria Rita, que mora próximo, relatou que não lembra quando foi feita a última coleta.

“Parece que o carro do lixo esquece que precisa passar aqui pelo bairro. O lixo fica acumulado aí por dias. Os moradores não tem outro lugar pra jogar o lixo e se deixar em casa esperando o carro do lixo passar, a casa vira um lixão”, afirmou.

Comente

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar