‘Monitora Covid-19’: saiba como funciona o atendimento através do aplicativo

Ferramenta irá monitorar pacientes com sintomas do coronavírus e médicos irão realizar atendimentos através de contatos telefônicos

O aplicativo Monitora Covid-19 já está disponível para usuários da Paraíba desde segunda-feira (4). A ferramenta irá monitorar pacientes com sintomas do coronavírus e os médicos irão realizar os atendimentos através de contatos telefônico, que terão início a partir desta sexta-feira (8).

Para ter acesso aos atendimentos oferecidos é necessário baixar o aplicativo, realizar o cadastro e responder a um questionário. A partir daí será feita uma triagem e, logo após, uma classificação de risco, onde serão utilizadas as cores verde, amarela, laranja e vermelha para identificar a prioridade do atendimento.

+Aplicativo ‘Monitora Covid-19’ chega à PB para auxiliar no combate à pandemia

Depois dessa primeira etapa, serão feitas ligações para os pacientes, e assim confirmar as informações de classificação fornecidas pelo aplicativo. A primeira ligação é feita por médicos residentes, que irão orientar sobre as medidas para o autocuidado, que devem ser adotadas na própria residência, evitando que o paciente se dirija a uma unidade de saúde e se exponha sem que haja a real necessidade. Caso seja indicado, o médico informará qual o serviço de referência mais próximo.

O paciente será contactado novamente em até 48 horas, dependendo da sua classificação. Neste segundo momento, será usado o Fest News Covid e aí o paciente será reclassificado, de acordo com as informações do aplicativo. Toda classificação poderá ser alterada, dependendo dos sintomas apresentados pelo usuário.

Os dados colhidos através do aplicativo, vão gerar um painel de controle onde será visualizada como a pandemia desloca-se no território e possibilitará ao Comitê Científico do Consórcio Nordeste, prefeitos, secretários de saúde e governadores, equipe de monitoramento e gestão, direcionar as Brigadas Emergenciais de Saúde para os locais estratégicos da região.

O foco do aplicativo são as 112 sub-regiões com menos de 50 casos confirmados até dia 24 de abril. O número corresponde a 94% do total de municípios e os dados revelam que covid-19 é ainda mais mortal nas comunidades das periferias das grandes capitais e no interior. A ferramenta pode ser baixada gratuitamente na loja da Google, a Play Store.

 

Comente