Monitor é preso suspeito de assédio sexual em escola cívico-militar, na Grande JP

Homem de 55 anos foi autuado e está detido na carceragem da Central de Polícia, no bairro do Geisel, na Capital

Foto: Ilustração

Um oficial da reserva da Aeronáutica, de 55 anos, foi preso, na terça-feira (30), suspeito de cometer abuso sexual contra uma menina de 11 anos, em Cabedelo, na Grande João Pessoa. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

De acordo com as informações, ele trabalhava há um mês como monitor na Escola Municipal Cívico-Militar Maria José de Miranda Burity.

A Prefeitura de Cabedelo informou que acionou os órgãos responsáveis para apuração do fato, e que o monitor envolvido não é servidor da gestão, e sim um militar enviado para atuar no local, já que o colégio faz parte do Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares do Governo Federal.

De acordo com a conselheira tutelar Kethelyn Casado, a vítima relatou que após o recreio, estava sozinha na sala aguardando o retorno das aulas, quando o monitor chegou ao local e começou a fazer elogios e tocar o corpo dela.

O homem foi autuado e está detido na carceragem da Central de Polícia, no bairro do Geisel, na Capital.