Trinta pessoas foram mortas por policiais no ano de 2017, na Paraíba. O dado integra o Monitor da Violência do G1, que vai acompanhar as mortes violentas mês a mês em todo o país. Além disso, o levantamento também revela que a Paraíba tem a quarta menor taxa (0,7) em todo o Brasil de pessoas mortas por policiais militares, ficando na frente apenas de Rondônia (0,1), Distrito Federal (0,3) e Mato Grosso (0,5).

Os dados de 2017 foram conseguidos pelo G1 através da Lei de Acesso à Informação e de pedidos para as assessorias de imprensa dos governos. Os dados de 2015 e de 2016 são do anuário do Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

O número de trinta mortes, no entanto, representa um aumento. Em 2015 foram 15 pessoas mortas por policiais e, em 2016, o número subiu para 22.

Além disso, o levantamento verificou que a Paraíba, em relação a números absolutos, está em 13º lugar, empatado com Goiás, no número de policiais mortos. Em 2017 foram cinco policiais mortos fora dos serviço e um morto durante o trabalho, registrando um total de seis mortes de policiais em 2017.

O número, de certa forma, apresenta uma queda. Em 2015, a Paraíba registrou cinco mortes de policiais, sendo três fora do serviço e dois durante o trabalho. Em 2016 sofreu um aumento, subindo para sete mortes de policiais, sendo quatro fora do serviço e três durante o trabalho. A queda só aparece quando comparados os números de 2016 com 2017.

Em todo o Brasil, pelo menos 385 policiais foram mortos no ano de 2017. O Monitor da Violência é uma parceria do G1 com o Núcleo de Estudos da Violência da USP e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Informações do G1.

Monitor da Violência: PB registra a quarta menor taxa de mortes por policiais do Brasil Monitor da Violência: PB registra a quarta menor taxa de mortes por policiais do Brasil Monitor da Violência: PB registra a quarta menor taxa de mortes por policiais do Brasil

Camara Municipal