Moacir contradiz Romero e diz que sonho de presidir ANA não morreu

O deputado estadual Moacir Rodrigues (PSL), em entrevista exclusiva ao Paraíba Já, disse que o sonho de presidir a Agência Nacional das Águas (ANA) não morreu – diferentemente do que indicou o seu irmão, o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSD).

Mas ele confirmou que existem algumas condições que “dificultam” a articulação. A primeira delas, é ter de esperar até junho. De acordo com Moacir, é quando a atual diretoria pode ser desfeita.

Além disso, ele afirmou que precisaria de uma autorização especial da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), que provavelmente teria de ser votada no plenário.

Mas não é só isso. Moacir na ANA depende da articulação bem sucedida de Romero, figura próxima ao presidente Jair Bolsonaro (PSL) e João Almeida (SD), vereador de João Pessoa e interessado na vaga, com Brasília.

Moacir, que já foi presidente da Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa-PB), quer comandar a ANA para resolver a crise hídrica no Brasil e, em especial, no Nordeste.

Comente