Ministério Público recomenda suspensão de evento de kart, em João Pessoa

O Núcleo do Desporto e Defesa do Torcedor (Nudetor) do Ministério Público da Paraíba recomendou à Associação de Pilotos de Kart Amador de João Pessoa (Jampakart) a suspensão da etapa do campeonato de kart indoor, JampaKart 2020.1, e das etapas seguintes.

De acordo com o coordenador do Nudetor, procurador de Justiça Valberto Lira, chegou ao conhecimento do núcleo um comunicado publicado pelas redes sociais da Jampakart, constando, entre outras considerações, que até o momento não foi identificado nenhum risco a saúde dos pilotos”, acrescentando, depois que a associação irá adotar medidas com o intuito de conter uma possível contaminação e instruções para o piloto no dia da etapa.

O procurador de Justiça destacou que a atitude da associação caracteriza grave conduta de omissão, quando deveria, administrativamente, adotar, providências de prevenção, com de resto tem sido adotado por outras organizações que congregam desportistas em qualquer área e por outras entidades desportivas.

Ainda segundo o procurador, a Sociedade Brasileira de Infectologia recomendou que organizadores devem avaliar a possibilidade de cancelar ou adiar a realização de eventos com muitas pessoas.

A recomendação será encaminhada ainda ao comandante da Polícia Militar da Paraíba, solicitando que, caso haja descumprimento, que, por se tratar, em tese, de crime previsto no artigo 268, do Código Penal, conduza o responsável pelo evento à Delegacia de Polícia Civil para a instauração do procedimento criminal.

Comente