Publicidade

Marina e Albuquerque são oficializados na chapa presidencial pelo PSB

Após reunir a Executiva Nacional do partido em Brasília, o PSB anunciou na noite desta quarta-feira (20) a ex-senadora Marina Silva como candidata a presidente da República na disputa eleitoral deste ano e o deputado federal Beto Albuquerque (PSB-RS) como vice na chapa. O anúncio foi feito após a reunião, na sede do partido, em Brasília. Segundo Beto Albuquerque, a chapa recebeu aprovação unânime da executiva.  Com a decisão, a legenda tem até o próximo sábado (23) para registrar a nova chapa junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

- Continua depois da publicidade -

A mudança na cabeça de chapa é anunciada uma semana depois da morte do candidato Eduardo Campos em um acidente aéreo, em Santos (SP) – Marina Silva era a candidata a vice. Além do ex-governador de Pernambuco, morreram outras seis pessoas.  Ao chegar à sede do PSB, por volta das 20h, Marina  afirmou que “deve” ao partido responsabilidades em razão do compromisso assumido no ano passado ao formar a chapa com Eduardo Campos.

“Com a disposição de honrar esse compromisso e levar adiante os compromissos que estavam construindo esse projeto, ao lado de Eduardo, e a partir de agora, com o apoio da sociedade brasileira, que viu revelar-se diante de si o tamanho e a grandeza desse político”, afirmou a candidata.

Albuquerque disse que ele e Marina não deixarão “pela metade” a herança política de Eduardo Campos. “Estou aqui para fazer o que o Eduardo me disse ao longo desses 20 anos. Ele que dizia que nunca podemos deixar nada pela metade. Eu e Marina estamos aqui porque não vamos deixar pela metade o legado de Eduardo”, afirmou.

As conversas internas entre dirigentes do PSB e dos demais partidos da coligação Unidos pelo Brasil em torno do nome de Marina começaram na semana passada. A cúpula da legenda decidiu aguardar o sepultamento e as últimas homenagens a Campos para fazer o anúncio oficial da sua substituta, mas desde o último sábado (16) o nome da ex-senadora já é tido como certo. Dirigentes pessebistas apontaram como “natural” a escolha de Marina Silva, que ficou em terceiro lugar na disputa presidencial de 2010 – atrás de Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) –, com quase 20 milhões de votos ou 19% da preferência do eleitorado.

Colaboração G1

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected] | WhatsApp: (83) 98176 - 1651

Artigos relacionados

Fechar