- Publicidade -
Política

Marcos Henriques nega falta de diálogo com vereadores e avalia saída deles da oposição: “precipitada”

Leo Bezerra e Bruno Farias deixaram a oposição alegando não terem sido comunicados de acordo para alterar a lei das emendas impositivas

O líder da oposição, Marcos Henriques (PT), lamentou a saída de Leo Bezerra (PSB) e Bruno Farias (Cidadania) da bancada de oposição na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) e rechaçou que tenha agido sem dialogar com a bancada com relação a votação de uma nova proposta para as emendas impositivas.

- Continua depois da publicidade -

“Eles tem todo o direito de divergir, mas a proposta foi aceita por quatro dos seis vereadores de oposição. Quatro foram favoráveis a nova proposta das emendas impositivas. Eu nunca sentei só com o governo. Os seis sentaram com o governo, os seis discutiram a emenda. Eu não discuti só com ninguém”, afirmou.

+ Leo Bezerra se diz traído por Marcos Henriques e sugere ‘arrumadinho’ do líder com base de Cartaxo

Marcos Henriques (PT) afirma ainda que em todo o seu período como líder da oposição, essa foi a primeira divergência entre ele, Leo Bezerra e Bruno Farias e, portanto, ele considera a decisão deles precipitada.

“Respeito a decisão deles, mas acho precipitada. Estou quase há um ano liderando a bancada e essa foi a primeira divergência. Porém, como a maioria era favorável, foi uma decisão democrática. Considero a reação deles um tanto desproporcional”, prosseguiu.

O vereador afirmou que a nova proposta sobre as emendas impositivas visa uma readequação financeira para que a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) possa efetivamente cumprir, uma vez que um dos argumentos da gestão Cartaxo apresentados nas reuniões foi o de que não existe orçamento para o cumprimento das emendas e, com a judicialização da matéria, o cumprimento delas está “emperrado”.

Ele disse ainda que após a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) alterando a lei das emendas, um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) entre a Prefeitura e o Ministério Público será firmado para garantir a execução das emendas.

Comente

Redação Paraíba Já

Fundado em maio de 2010, o Paraíba Já é um portal de notícias sediado em João Pessoa (PB), que tem compromisso com a verdade, fazendo um jornalismo de qualidade e relevância social.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar