Márcia Lucena e mais três gestoras públicas comandam o Podcast Beneditas; saiba onde ouvir

Podcast é quinzenal, os episódios são publicados às segundas pela manhã e está disponível nas principais plataformas digitais

 O podcast Beneditas foi lançado no mês de julho com a intenção de discutir temas como políticas públicas e gestão pública para a sociedade. O podcast vem ganhando cada dia mais espaço nas plataformas digitais e a intenção é trazer temáticas relevantes e de fácil entendimento para quem estiver ouvindo.

O projeto nasceu a partir do encontro de quatro gestoras públicas, que se conheceram em um curso de pós-graduação em Liderança Pública. Apesar de todas as aparentes diferenças, a conexão foi tamanha que logo elas se tornaram amigas e passaram a trocar inumeráveis resenhas por whatsapp. Quando as conversas se tornaram muito boas para ficarem guardadas, nasceu o podcast.

As integrantes do Beneditas são: Glória Ribeiro, Márcia Lucena, Vivian Satiro e Julia Sobreira. O podcast é quinzenal, os episódios são publicados às segundas pela manhã e está disponível nas principais plataformas digitais.

De acordo com a servidora pública e apresentadora, Julia Sobreira, “o nome nasceu das conexões que as unem, Benedita é um tipo de flor muito comum no Nordeste, onde vivem a Glória e a Márcia; é, também, o nome da avó materna da Julia, o feminino do nome do pai da Vivian e da praça que une essas quatro mulheres em São Paulo”, explicou.

Para as apresentadoras do podcast, o espaço político é, ainda, dominado majoritariamente por homens. Quatro mulheres fazendo discussões de forma franca e aberta sobre o tema é, em si, uma revolução. Pode parecer um ato pequeno. Porém, as integrantes do projeto acreditam em uma real transformação a partir de pequenos passos. E é esse um deles. “Queremos trazer para a mesa mais mulheres, abrir espaço para visões diferentes e para a construção de coisas lindas, fortes e poderosas”, comentou Márcia Lucena.

Já para Glória Ribeiro, “o Beneditas contém temas difíceis de forma leve, desmistificando a ideia de que política não é papo de mulher. Nesse sentido, trazer mulheres para a composição de espaços historicamente dominados por figuras masculinas expressa uma mudança de paradigma socialmente construído com base no patriarcado. Acreditamos na potência dos encontros entre mulheres, na beleza da diversidade feminista e no diálogo como ferramenta de aprendizagem”, frisou.

BIOGRAFIA DAS APRESENTADORAS

GLÓRIA RIBEIRO

Sou psicóloga, gestora pública, líder MLG. Formada na Universidade Federal do Ceará, através da política de interiorização do ensino superior do Governo Lula, sendo a primeira da família ingressar na Universidade. Reside na região norte no Ceará, no sertão da cidade Sobral e, há 10 anos, atua nas políticas públicas municipais.

Atuou na Educação, Saúde e, atualmente, Direitos Humanos, coordenando, a Unidade de Gerenciamento de Projetos de Prevenção de Violências, vinculada à Secretaria de Direitos Humanos, Habitação e Assistência Social de Sobral/CE. As escolhas por atuações no campo de públicas reverbera sua trajetória de vida, corpo e militância pelos direitos das minorias. Acredita que somos capazes de realizar micro-revoluções nas sutilezas cotidianas e tem como inspiração a poesia para os dias de desesperança. Aprendeu com Eduardo Galeano ” Para que serve a utopia? Serve para isso: para que eu não deixe de caminhar.”

JULIA SOBREIRA

Eu sou a Julia. uma menina latino – americana sem dinheiro com alguns ideais no bolso e vinda do interior. Neta de baiano que veio pra Volta Redonda atrás de emprego na primeira siderúrgica do Brasil, onde conheceu minha vó Benedita e deram origem a minha mãe e parte da família. Morei em Volta Redonda até os 18 quando sai pra fazer faculdade, me graduei em História na Universidade Rural do Rio de Janeiro, sempre acreditei no papel empírico da História, a possibilidade de empoderar cidadãos de seu papel como agentes históricos guiou minha trajetória profissional.

Atuei no terceiro setor, no governo estadual, em diversas prefeituras e atualmente estou como superintendente de captação de recursos na secretaria de segurança de Nova Iguaçu, situada na baixada fluminense no Rio de Janeiro.

MÁRCIA LUCENA

Sou Márcia Lucena, professora de artes, feminista, gestora pública, mestre em Serviço Social, ex secretária estadual de educação, ex presidente da Fundação Cultural do Estado, hoje prefeita do município de Conde/PB.

VIVIAN SATIRO

Sou Gestora de Políticas Públicas pela USP e mestre em Gestão de Políticas e Organizações Públicas pela UNIFESP. Tem toda sua trajetória profissional no setor público e, atualmente, é Secretária-adjunta de Licenciamento da cidade de São Paulo.

PLATAFORMAS DIGITAIS:

*Spotify*: https://spoti.fi/3fEOvK6

*Deezer*: https://bit.ly/32vCAue

*Google*: https://bit.ly/2ZAPLbm

*Apple*: https://apple.co/2OyNt6r

 

Comente