A prefeita de Conde Márcia Lucena afirmou que “a parceria firmada com a Fundação Lemann para a elaboração de um plano integrado de fortalecimento do ensino nas turmas de segundo e quinto anos integra nossa agenda ampliada de inclusão e desenvolvimento social, e vai fortalecer toda a rede escolar através de inovações didático-pedagógicas que contribuirão para que tenhamos aulas ainda melhores”.

Uma etapa do plano aconteceu na quarta e quinta-feira (13 e 14/06). Foram dois dias de palestras e intensas discussões com a equipe gestora da Secretaria de Educação, Cultura e Esportes de Conde. Discutiu-se legislação, acolhimento, planejamento, infraestrutura e principalmente os novos indicativos curriculares.

Márcia Lucena comentou que “o Projeto Educar Pra Valer chegou em boa hora, é preciso lembrar que estamos vivendo um novo tempo na Educação por causa das mudanças na base curricular, a educação infantil mudou, agora é no segundo ano que a criança deve estar alfabetizada, e a experiência da Fundação Lemann, que já obteve ótimos resultados fortalecendo o rendimento escolar em vários municípios, será um diferencial importante para o nosso processo aqui no Conde”.

“E é preciso informar que o Projeto Educar Pra Valer é um piloto, que começou a ser implantado agora pela Fundação no Brasil, em apenas cinco Estados, além do nosso: no Rio Grande do Sul, em Pernambuco, Ceará e no Maranhão, e o Conde foi o único município paraibano contemplado”, acrescentou Márcia Lucena.

Sobre a Fundação Lemann, a prefeita informou que “a fundação criada pelo empresário Jorge Paulo Lemann em 2002 é hoje uma referência internacional na promoção da qualidade da educação, principalmente da educação pública”.

Márcia Lucena, ex-secretária de Educação do Estado, lembra que “as primeiras ações foram em São Paulo e em Santa Catarina, e atualmente, são muitos os municípios nordestinos em Pernambuco, Ceará, Rio Grande do Norte,  beneficiados pela ação da Fundação, e vale destacar o caso de Sobral, no Ceará, que tem hoje o melhor Ideb (Índice de Desenvolvimento do Ensino Básico) do Brasil, de 8,8 quando a média nacional é pouco mais de 6, e essa conquista contou com os profissionais que hoje estão na liderança pedagógica da Fundação”.

O foco da Fundação Lemann na educação pública no Brasil é hoje uma referência devido aos resultados positivos da metodologia empregada que inclui diagnósticos precisos do desempenho de escolares, orientação técnica para professores e professoras, formulação de planos integrados de promoção e avaliação do processo educacional para consolidar o aprendizado da alfabetização até os 7 anos de idade, eliminar o abandono escolar, elevar o percentual de alunos no nível adequado de Língua Portuguesa e Matemática de acordo com o parâmetro da Prova Brasil e superação das metas do Ideb previstas pelo Ministério da Educação.