O abastecimento do gás de cozinha continua reduzido em João Pessoa, desde o dia 24 de maio, quando os reflexos da greve dos caminhoneiros prejudicou as entregas na Paraíba. No entanto, de acordo com o presidente do Sindicato dos Revendedores de Gás GLP da Paraíba (Sinregás-PB), Marcos Antônio Bezerra, o problema está na manutenção de bombas da Petrobrás.

Segundo Marcos, João Pessoa só está oferecendo, atualmente, 40% da capacidade de abastecimento do produto. Após o fim da greve dos caminhoneiros, houve uma diminuição na quantidade de gás que chegava nas revendedoras , mas os motivos do desabastecimento é outro.

“A Petrobras diz que a falta do produto é devido a manutenção em bombas, que estão bombeando menos. Consequentemente, chega menos nas distribuidoras e a gente termina recebendo menos. Estamos bem prejudicados com isso”, afirma.

A previsão da Sinregás-PB, é que a situação seja regularizada por completo apenas no final do mês de junho. Informações G1.

Comente

Camara Municipal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here