Mais de 98 mil paraibanos participaram das plenárias do Orçamento Democrático

Além do recorde de participação, o ODE digital contabilizou o montante de 35.314 demandas apresentadas pela população

Mais de 98 mil paraibanos acompanharam as audiências virtuais do Orçamento Democrático Estadual (ODE) realizadas entre os dias 3 e 14 de agosto.  O balanço da participação popular foi realizado pelo governador João Azevêdo, nesta segunda-feira (17), durante o programa semanal ‘Fala, governador’, transmitido em cadeia estadual pela Rádio Tabajara.  Ao todo, foram registradas 66.944 participações via Facebook; 18.024 pelo Instagram; e 14 mil visualizações pelo site digital.pb.gov.br., totalizando um público de 98.968 pessoas.

“No ano passado, tivemos a participação de mais de 50 mil pessoas nas audiências presenciais, o que já foi um recorde, e agora, pela internet, tivemos, praticamente, 100 mil pessoas participando, o dobro de pessoas em relação a 2019, transformando o Orçamento Democrático digital no maior Orçamento já realizado na história”, avaliou o governador.

Além do recorde de participação, o Orçamento Democrático digital contabilizou o montante de 35.314 demandas apresentadas pela população paraibana, que já estão sendo catalogadas pela gestão estadual. “Nós tivemos um Orçamento Democrático diferente este ano por conta da pandemia do coronavírus, que nos impediu de realizar o evento de forma presencial, mas a participação das pessoas foi garantida da mesma forma, por meio dos canais que foram criados na internet, assegurando a votação das prioridades e o pleito de obras e ações para as regiões. Eu espero que possamos fazer o Orçamento Democrático presencialmente no próximo ano, mas algumas ferramentas que foram utilizadas no modelo digital deverão permanecer, a exemplo da possibilidade do cidadão continuar votando durante todo o período do ciclo das plenárias”, concluiu o gestor.

Ao longo de duas semanas, foram realizadas audiências virtuais do ODE que abrangeram todas as regiões geoadministrativas do Estado, polarizadas pelos municípios de  Catolé do Rocha, Guarabira, Cuité, Monteiro, Campina Grande, Cajazeiras, Sousa, Pombal, Itaporanga, Patos, Princesa Isabel, Itabaiana, Mamanguape e João Pessoa. Durante as audiências, o governador João Azevêdo teve a oportunidade de fazer uma prestação de contas das ações do governo, realizar entregas simbólicas de obras e autorizar novas ordens de serviço e de licitação.

Comente