- Publicidade -
Política

Maia quer engavetar reforma da Previdência, diz Folha de SP

Sem previsão de que o governo conseguirá os votos necessários para aprovar a reforma da Previdência, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), pretende engavetar o projeto e transferir o ônus da derrota para o Palácio do Planalto, informa a Folha de S.Paulo.

- Continua depois da publicidade -

Segundo o jornal paulista, Maia não deve agendar nova data para a apreciação da proposta caso não haja apoio de 308 dos 513 deputados para aprová-la em 20 de fevereiro, para quando está prevista a votação em plenário.

De acordo com a reportagem, o presidente da Câmara se irritou com as declarações do presidente Michel Temer sobre “ter feito sua parte” para que a reforma avançasse no Congresso e prepara um discurso duro contra o Planalto caso não haja votos suficientes para aprovar a reforma. A ideia dele é deixar a votação para o próximo presidente, em 2019.

O líder do MDB no Senado, Raimundo Lira (PB), também defendeu, em entrevista ao Congresso em Foco, que a votação seja conduzida por um presidente eleito.

Nas conversas com aliados, ressalta a Folha, Maia tem isentado os deputados de responsabilidade e culpado o presidente Michel Temer por ter gastado seu capital político para engavetar as duas denúncias criminais no plenário ano passado. Do Congresso em Foco.

Comente

Redação Paraíba Já

Fundado em maio de 2010, o Paraíba Já é um portal de notícias sediado em João Pessoa (PB), que tem compromisso com a verdade, fazendo um jornalismo de qualidade e relevância social.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar