- Publicidade -
Brasil

Lula fala em ‘cretinice’ do governo no Nordeste: “até agora Bolsonaro não pôs os pés lá”

Presidente criticou falta de ações do presidente com relação ao desastre ambiental na região com vazamento de óleo

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou a atuação do governo Jair Bolsonaro (PSL) diante do vazamento de petróleo que desde o final de agosto atinge as praias do Nordeste. Lula falou ao Brasil de Fato com exclusividade na quarta-feira (23).

- Continua depois da publicidade -

“Não queremos saber de onde é o óleo, se é da Venezuela, brasileiro, iraquiano, iraniano ou é russo […] Nós queremos saber que o óleo está atingindo as praias brasileiras, que é uma das fontes de riqueza e geração de emprego no Brasil através do turismo e que, até agora, há 60 dias, o presidente não pôs os pés lá, não foi lá”, diz Lula.

Praias dos nove estados da Região Nordeste foram atingidos por petróleo cru. As manchas de óleo surgiram inicialmente na cidade de Conde, no litoral Sul da Paraíba.

A falta de transparência do governo sobre o desastre ambiental, de proporções ainda incalculáveis, foi duramente criticada. Além disso, a administração Bolsonaro não colocou em prática um plano de ação elaborado para conter situações como essas porque o colegiado responsável foi extinto em abril deste ano.

“Ontem eu vi o ministro do Meio Ambiente [Ricardo Salles] dizer [que] o óleo é da Venezuela. Quem quer saber de onde é o óleo, meu Deus do céu? Se for dos Estados Unidos é bom? Se for de Israel é bom? Não […] Isso é de uma cretinice muito grande. E nós estamos vendo isso, sabe?”, afirma Lula.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected] | WhatsApp: (83) 98176 - 1651

Redação Paraíba Já

Fundado em maio de 2010, o Paraíba Já é um portal de notícias sediado em João Pessoa (PB), que tem compromisso com a verdade, fazendo um jornalismo de qualidade e relevância social.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar