Apesar dos apelos do presidente Michel Temer, o líder doMDB no Senado, Raimundo Lira (PB), decidiu entregar o cargo para sair da legenda.

Temer chegou a conversar pessoalmente com Lira, mas não conseguiu mudar a decisão do senador.

Com a janela partidária, o MDB começou a sofrer uma debandada de parlamentares.

Lira decidiu deixar a legenda por razões locais, depois que três deputados do MDB da Paraíba também decidiram deixar o partido – André Amaral, Hugo Motta (ainda não oficializou sua desfiliação) e Veneziano Vital.

A rebelião no MDB estadual foi deflagrada depois que o senador José Maranhão (PB), que comanda a sigla no estado, decidiu lançar sua pré-candidatura ao governo da Paraíba.

Lira defendia uma aliança para lançar a candidatura do atual prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV), que desistiu da disputa. As informações são do Blog do Camarotti, no G1.

 

Comente