Líder da máfia italiana arranca e engole o dedo de um guarda na prisão

Giuseppe Fanara, de 60 anos, cumpria há nove anos uma pena de prisão perpétua na prisão de Rebibbia, em Roma, na Itália

Um líder da máfia siciliana Cosa Nostra arrancou com seus próprios dentes o dedo mindinho de um guarda de prisão e depois o engoliu, informou o jornal “Il Messagero”.

Giuseppe Fanara, de 60 anos, cumpria há nove anos uma pena de prisão perpétua na prisão de Rebibbia, em Roma, na Itália, sob o regime especial do artigo “41 bis” do código penal italiano, reservado aos mafiosos.

Em junho, o detento agrediu sete policiais que foram realizar um controle em sua cela.

Segundo o “Messagero”, Fanara e um agente de segurança entraram em luta corporal. O detento bateu no seu rosto e mordeu o dedo mindinho de sua mão direita. O dedo não foi encontrado, o que levou um promotor de Roma a concluir que o mafioso o havia comido, acrescenta o jornal.

Após agredir o policial, o preso teria atacado os outros seis guardas, usando um cabo de vassoura como arma. “Vou cortar suas gargantas como porcos”, teria gritado.

Depois do incidente, ele foi transferido para a prisão de segurança máxima de Sassari, na Sardenha.

Prisão perpétua

Giuseppe Fanara foi condenado à prisão perpétua em 2009, como resultado de uma operação antimáfia em 2006, na região de Agrigento, na Sicília.

O mafioso foi condenado à prisão perpétua pelos assassinatos, no fim dos anos 90, de dois irmãos que tinham se rebelado contra as demandas da Cosa Nostra e de outros três homens em conflitos entre clãs mafiosos.

Do G1.

Comente