Kita recorre ao STF pedindo suspensão das eleições indiretas em Bayeux

Presidente da Câmara de Vereadores de Bayeux, Inaldo Andrade (Progressistas), marcou para às 15h de quarta-feira (19) as eleições indiretas

O prefeito interino de Bayeux, Jeferson Kita (Cidadania), ingressou no Supremo Tribunal Federal (STF), nesta terça-feira (18), com um mandado de suspensão de segurança contra a eleição indireta para prefeito e vice da cidade.

O presidente da Câmara de Vereadores de Bayeux, Inaldo Andrade (Progressistas), marcou para às 15h, desta quarta-feira (19) as eleições indiretas para prefeito e vice-prefeito da cidade.

O novo ato da mesa diretora anula o anterior, assinado pelo vice-presidente, Uedson Orelha (PSL). Ele previa as eleições também para esta quarta-feira, mas às 10h. A decisão é referente à determinação judicial que estabeleceu 48h para realização do pleito.

No último sábado (15), o desembargador Fred Coutinho determinou que a eleição seja feita. O pedido de Kita será analisado pelo presidente do STF, ministro Dias Toffoli.

Comente