Kita recebe representante da Cagepa para discutir construção de parque ecológico em Bayeux

O presidente da Câmara Municipal de Bayeux, Jefferson Kita, recebeu, na última semana, a visita do Gerente de Patrimônio da Cagepa, Marconi Lima, e do servidor do órgão, Delano Freire, em seu gabinete na Casa Severaque Dionídio.

Na pauta, a discussão sobre a cessão do terreno da antiga agência da Cagepa no bairro da Brasília, solicitada por Kita através de requerimento para que seja construído o Park Ecológico Bayeux, área de preservação com amplo espaço de lazer, práticas esportivas e interação social, além de abrigar a sede da Guarda Ambiental do município.

Jefferson Kita, que também é presidente do diretório do PSB em Bayeux, pontua que o parque é um projeto do seu mandato e que as articulações começaram ainda no governo de Ricardo Coutinho, com o então superintendente Deusdete Queiroga e com o ex-secretário João Azevêdo, além do alcance social e da importância da obra para Bayeux.

“Hoje recebemos no nosso gabinete o Gerente de Patrimônio da Cagepa para discutir o pedido que foi feito nesta Casa, através do nosso mandato, para a cessão de uso do prédio e do terreno da antiga agência da empresa no bairro da Brasília. Uma área extensa, de quase 2 hectares, sem uso, e nossa proposta é construir um grande parque ecológico. Como está sob o poder da Cagepa, já que a pertence, foi enviado ofício ao então presidente Deusdete Queiroga e ao agora governador João Azevêdo, Secretário de Infraestrutura à época, solicitando a construção do equipamento, que deverá beneficiar centenas de famílias bayeuxenses, que poderão desfrutar do lugar, melhorando sua qualidade de vida”, disse o parlamentar.

Ele explicou ainda que trabalha junto à Cagepa para que o terreno e suas dependências sejam cedidos à SUPLAN, órgão da estrutura governamental estadual executor das obras mais importantes do Estado, também presente em Bayeux através de ações estruturantes, como o Binário da Liberdade, a Praça de Esporte e Cultura Vereador Franco, a recuperação e a nova iluminação do acesso ao Aeroporto Castro Pinto, asfaltamento da via lateral do 16º RCMec, dentre tantas outras, em sua maioria chegadas em Bayeux com a articulação de Jefferson Kita.

Diante dos poucos recursos do erário municipal, para ele, a saída é recorrer ao governador João Azevêdo para a concretização dessas ações.

“Deusdete, agora como Secretário de Infraestrutura, se comunicou com o atual presidente da Cagepa, Marcos Vinícius, que enviou seu Gerente de Patrimônio para discutirmos os pontos para viabilizarmos o parque ecológico e os termos da cessão do prédio e do terreno para a SUPLAN, que deve executar a obra, uma vez que o município de Bayeux não tem condições financeiras para tal”, argumentou.

Além do respaldo e do aporte do Governo do Estado na execução dessas obras, Kita também trabalha pela alocação de emendas junto ao deputado Gervásio Maia e ao senador Veneziano Vital do Rêgo para que a cidade ganhe o reforço do Governo Federal e retire o Park Ecológico Bayeux do papel. O presidente ao parlamento bayeuxense se diz confiante de que a obra será construída.

“Estamos também buscando viabilizar recursos através de emendas junto aos gabinetes do deputado Gervásio Maia e do senador Veneziano Vital do Rêgo para incorporar ao orçamento para que o parque se viabilize. Tivemos a grata surpresa de que o projeto realmente vai andar, tendo em vista que já estamos discutindo a cessão de uso para o projeto de fato sair do papel”, comemorou o presidente Jefferson Kita.

Comente