Justiça determina que Eliza Virginia retire vídeo sobre auxílio das redes sociais

Decisão se deu após representação do PSOL contra a Eliza, solicitando a Justiça que a vereadora retirasse o vídeo do ar

A Justiça Eleitoral determinou, nesta sexta-feira (16), que a vereadora e candidata a reeleição, Eliza Virginia (PP), retire das suas redes sociais um vídeo onde ela convoca artistas gospel, para fazerem um pré-cadastro em seu site de campanha, para receber o auxílio emergencial.

A decisão se deu após representação do PSOL contra Eliza, solicitando a Justiça que a vereadora retirasse o vídeo do ar, pois, de acordo com o presidente estadual da legenda, Tárcio Teixeira, a candidata estaria usando a “coisa pública”, em benefício próprio em período eleitoral.

Tárcio comemorou a decisão judicial e afirmou que Eliza Vírgina mentiu para população e para os artistas gospel.

“A candidata a vereadora Elisa Virginia será obrigada a retirar das suas redes sociais a forma oportunista como ela vem aparelhando as políticas públicas, a partir da Lei Aldir Blanc. Como se ela pudesse distribuir os recursos para os artistas gospel da nossa cidade. Mentindo para o povo evangélico e se aproveitando da coisa pública em período eleitoral. Felizmente a Justiça vem dando passos importantes para impedir esse aparelhamento e que ela venha, brevemente, ser responsabilizada por essas medidas”, explicou.

A determinação da Justiça é que Eliza retire o vídeo do ar no prazo de 24 horas, sob pena de pagamento de multa diária, no valor de R$1.000,00, até o limite total da importância de R$50.000,00.

Confira decisão