Justiça aceita pedido e impede paralisação de motoristas de ônibus em JP

Forças de segurança irão garantir a efetividade da decisão, mas em caso de descumprimento, a multa será de R$ 10 mil por infração

A juíza Joliete Melo Rodrigues Honorato, da 13ª Vara do Trabalho de João Pessoa, aceitou o pedido do Consórcio Unitrans, nesta segunda-feira (19), para impedir a greve dos motoristas de ônibus, na Capital, que estava prevista para começar nesta terça-feira (20).

De acordo com a decisão, os motoristas das empresas ficam “impedidos de opor qualquer tipo de obstáculo ou realizar qualquer tipo de movimento tendente a prejudicar a plena, ampla, contínua e total fruição dos serviços de transportes públicos por ônibus em João Pessoa.”

Ainda conforme o documento, forças de segurança irão garantir a efetividade da decisão, mas em caso de descumprimento, a multa será de R$ 10 mil por infração.

A magistrada ainda destacou que os funcionários que se mobilizaram para iniciar a greve ficaram impedidos de se aproximar das portas das garagens, com distância mínima de 200 metros.