Julian quebra silêncio, reafirma lealdade a Bolsonaro e chama de idiota quem acredita em “conspiração”

Após cabeçada em colega, Julian Lemos é denunciado na Comissão de Ética
Foto: Arquivo

O deputado federal Julian Lemos (PSL), um dos parlamentares mais ativos em suas redes sociais, quebrou o silêncio e o vácuo de postagens para comentar o vazamento de áudio em reunião na qual ironiza a facada de Bolsonaro e diz que o PSL é uma “máquina milionária”. As falas dele são pré-crise no PSL, porém já prenunciam a disputa que se seguiria entre o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro (PSL), e o presidente do PSL, Luciano Bivar, pelos vários milhões do fundo partidário.

Julian disse que não há nada de conspiração no áudio vazado e que o vídeo foi editado com uma narrativa e um texto visando induzir as pessoas a acreditarem na hipótese de traição a Bolsonaro – a quem ele reafirmou lealdade.

“Estou vendo em vários lugares colocarem um vídeo muito bem editado, eu sei de onde veio, falando em deputados do PSL conspirando contra Bolsonaro. Não existe uma única palavra de conspiração, mas a narrativa do vídeo é para colocar na cabeça das pessoas uma conspiração. Por exemplo, a minha fala no áudio e no vídeo não tem nada de conspiração. Sou obrigado a dizer que tem que ser muito idiota [para acreditar]. Ponto final. Eu sou obrigado a dizer que o cara inteligente? O cara é idiota. Você lê uma coisa e escuta outra, mas fica com o que lê. Sou fiel ao presidente e fui eleito para ajudá-lo a governar”, destacou em trecho.

Confira o áudio na íntegra:

Comente