Julian Lemos nega que tenha sido vetado da visita de Bolsonaro à PB

Blogs e portais de notícias paraibanos divulgaram a informação de que presidente pediu para que deputado do PSL não estivesse na ocasião

O deputado federal paraibano, Julian Lemos (PSL) negou, na tarde desta segunda-feira (14), que sua presença tenha sido barrada no evento do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na Paraíba, que acontecerá nesta quinta-feira (17), durante visita ao Complexo Solar, localizado em Coremas.

A declaração do parlamentar, dada através das redes sociais, vem após blogs e portais de notícias paraibanos divulgarem a informação de que Bolsonaro pediu para que ele não estivesse na ocasião.

No dia 28 de agosto deste ano, a Revista Veja publicou matéria onde revela que Bolsonaro apresentou uma lista de oito parlamentares que ele gostaria que fossem expulsos do PSL, com a condição de retornar ao partido. Entre eles estava o nome do deputado paraibano, Julian Lemos.

+ Bolsonaro exige expulsão de Julian Lemos para voltar ao PSL, revela Veja

Em resposta, no dia 29 de agosto, Julian publicou um twitte onde chamou o filho do presidente e deputado federal, Eduardo Bolsonaro de “garotinho mimado”, “reizinho arrogante”, e o acusou de plantar a matéria na Veja.

+ Julian chama Eduardo Bolsonaro de garoto mimado e diz que matéria da Veja foi plantada

Comente