Julian detona secretário do partido que Bolsonaro quer criar: “vendedor de ilusões”; “vendilhão”

A guerra entre o deputado federal paraibano Julian Lemos (PSL) e o presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) está longe de ter um final. Os políticos, que foram aliados nas eleições de 2018, estão rompidos desde a saída de Bolsonaro do PSL, legenda que é presidida por Julian na Paraíba.

Desta vez, o alvo de Julian Lemos foi o advogado Admar Gonzaga, que é secretário do Aliança pelo Brasil, partido que Bolsonaro pretende criar para disputar as eleições de 2022. O paraibano categorizou Admar de “vendedor de ilusões” e “vendilhão”.

O paraibano alertou ainda que Admar “trará grandes prejuízos ao partido de Bolsonaro”.

Confira:

Comente