- Publicidade -
Esportes

Jornalista faz comentário racista sobre Lukaku: “para parar tem que jogar bananas”

Desde o acerto da transferência do Manchester United para a Inter de Milão nesta temporada, o atacante belga Romelu Lukaku tem sofrido com as manifestações racistas na Itália. Neste fim de semana, um comentarista de TV italiana foi demitido após dizer que a única maneira de parar o atacante era dar “10 bananas para ele comer”. A informação foi publicada pelo jornal The Guardian.

- Continua depois da publicidade -

A declaração racista de Luciano Passirani foi feita ao vivo durante o programa Qui Studio a Voi Stadio. Logo após a “sugestão”, o jornalista italiano foi repreendido pelo diretor Fabio Ravezzani, que o demitiu imediatamente.

O comentarista elogiava a contratação da Inter de Milão para esta temporada no momento em que sugeriu as bananas.

“Lukaku é uma das melhores contratações que a Inter poderia ter feito. Não vejo outro jogador como ele em nenhum outro time na Itália. Ele é um dos mais fortes, eu gosto muito dele porque ele tem essa força. Esse cara mata você sozinho, se você tentar desafiá-lo, acaba no chão. Ou você tem 10 bananas para ele comer, que você dá a ele, ou…”, discursou.

Fabio Ravezzani disse que Passirani havia se desculpado, mas nem isso foi suficiente para revogar a decisão. “Passirani tem 80 anos e, para elogiar Lukaku, usou uma metáfora que acabou sendo racista. Acho que foi uma terrível falta de lucidez momentânea. Não posso tolerar nenhum tipo de erro, mesmo que momentâneo”, decretou o diretor.

A Inter de Milão lidera o Campeonato Italiano após as três primeiras rodadas, com 100% de aproveitamento. O atacante Lukaku é um dos artilheiros, com dois gols marcados. Com informações do Metropoles.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected] | WhatsApp: (83) 98176 - 1651

Redação Paraíba Já

Fundado em maio de 2010, o Paraíba Já é um portal de notícias sediado em João Pessoa (PB), que tem compromisso com a verdade, fazendo um jornalismo de qualidade e relevância social.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar