Jogo para computador com elementos da cultura nordestina é desenvolvido em CG

Um jogo para computador que tem Lampião como personagem principal e elementos do Sertão nordestino está sendo desenvolvido por três jovens de Campina Grande. De acordo com Rubem Medeiros, que é engenheiro eletricista e um dos idealizadores do “Sertão Profundo – A maldição da botija”, o projeto vem sendo desenvolvido há três anos.

Segundo Rubem, no jogo, além do cangaço, também são utilizados elementos do carnaval, como o Caboclo de Lança, Boi Bumbá, do Reizado e das Carrancas de São Francisco, como objetivo de mostrar vários aspectos da cultura nordestina.

Rubem também explicou que, no jogo, o “Rei do Cangaço” não morreu na década de 30. “Ele envelheceu e todo o bando dele morreu. Ele foi para o ‘Sertão Profundo’ e encontra uma botija, que vai o transportar para outro local, onde reencontra todo o bando e todas as pessoas que matou durante a vida. O conflito é ele tentando reunir o bando e enfrentando esses desafios”, contou.

O jogo ainda está passando por desenvolvimento e após finalizado ficará disponível em versão para computador, vendida em lojas on-line especializadas em jogos.