Publicidade
Política

João transmite a Bolsonaro preocupação com aprovação de MP que ‘privatiza’ água e saneamento

'MP do Saneamento' tem causado dor de cabeça a vários gestores, pois pode sucatear empresas estaduais que cuidam de água e saneamento

O governador João Azevêdo (PSB) transmitiu ao presidente Jair Bolsonaro (PSL) e ao ministro da Economia, Paulo Guedes, durante audiência na manhã desta quinta-feira (9), em Brasília, a preocupação com a Medida Provisória 868/18, que pode sucatear empresas estaduais, privatizar e aumentar tarifas dos serviços de saneamento. Com a aprovação, por 15 votos a 10, o relatório agora passa a tramitar como um projeto de lei de conversão (PLV) e seguirá para votação em Plenário.

- Continua depois da publicidade -

A MP 868 é criticada pelas entidades do setor de saneamento que lutam pelo direito à água. Os movimentos denunciam o provável aumento de tarifa tanto para os sistemas superavitários, operados por empresas privadas, quanto para os sistemas deficitários, operados pelas empresas estaduais, com o fim do subsídio cruzado.

O senador paraibano Veneziano, que participou da Comissão Mista que debateu a MP na última terça-feira (7), é um dos contrários à proposta por acreditar que ela decretará a falência da Cagepa e outras empresas de água e saneamento.

Ele disse que a MP decreta a falência das empresas de água e saneamento e citou o exemplo da Paraíba, onde apenas duas cidades são superavitárias, João Pessoa e Campina Grande. “O restante, os 221 municípios, são mantidos das melhores condições financeiras dos dois municípios que acabei de citar”.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected] | WhatsApp: (83) 98176 - 1651

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar